Polícia encontra pertences de Dom Phillips e Bruno Pereira na Amazônia

Dom Phillips em conversa com moradores da Amazônia credit:Bang Showbiz
Dom Phillips em conversa com moradores da Amazônia credit:Bang Showbiz

A Polícia Federal revelou ter encontrado objetos pessoais do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira neste domingo (12).

O repórter e o especialista no estudo dos povos indígenas desapareceram na Floresta Amazônica no último dia 5 de junho.

De acordo com uma nota emitida pela PF, os itens encontrados foram o cartão de saúde de Bruno, uma calça preta, um chinelo preto e um par de botas do indigenista. A mochila e um par de botas do repórter também foram encontrados e, até o momento, estão passando por uma perícia em Manaus.

O chefe da equipe de bombeiros, Barbosa Amorim, acrescentou que os pertences foram encontrados próximos à casa de Amarildo Costa de Oliveira, suspeito de envolvimento no desaparecimento da dupla.

"[O material] foi encontrado próximo à casa dele [Amarildo Costa], na comunidade de São Gabriel. A partir do local em que encontramos essas mochilas hoje, vamos dar continuidade aos mergulhos, principalmente nas árvores próximas, para certificar que não há nenhum outro material amarrado ali", disse o chefe da equipe de bombeiros.

A família de Dom Phillips organizou uma manifestação no Rio de Janeiro neste domingo.

Após o ato, que aconteceu na praia de Copacabana, a sogra de Dom, Maria Lúcia Sampaio, afirmou que a família perdeu as esperanças de encontrá-lo com vida.

"Desespero total quando a gente soube e uma esperança de que eles estariam perdidos na floresta. Hoje, uma certeza de eles não estarem mais entre nós", disse ela em entrevista ao 'GloboNews'.

O cunhado do repórter também se manifestou: "Ele sempre falava: 'Meu Deus é a natureza'. É um apaixonado e louco pelo Brasil. Os projetos dele eram sempre voltados para povos brasileiros. Agora ele estava em Salvador e dava aulas gratuitas de inglês. É muito triste tudo que está acontecendo com a gente", lamentou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos