Polêmica de Janet Jackson e Timberlake em Super Bowl será tema de documentário, diz site

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Janet Jackson, 54, deve ganhar um documentário da produtora Left/Rigth TV, a mesma responsável por "Framing Britney Spears" --ambos em parceria com o The New York Times. A informação foi divulgada pelo Page Six nesta segunda (26). Segundo o site, um dos temas centrais da nova produção será a polêmica apresentação da cantora ao lado de Justin Timberlake, 40, no intervalo do Super Bowl de 2004. Na ocasião, ao final da música "Rock Your Body", o cantor abriu o corpete de couro que Jacskon usava, deixando o seio dela à mostra. De acordo com uma fonte ouvida pelo Page Six, o documentário vai ouvir todos os envolvidos. "Dançarinos, estilistas e diretores." Não está claro se a cantora e Timberlake vão participar da produção -ela, inclusive, já prepara o seu próprio documentário que deve estrear em 2022. "Eles fizeram o documentário de Britney sem [a cantora], e houve mais interesse no Super Bowl desde que a produção estreou e Justin se desculpou com [Spears e Jackson recentemente]", disse a fonte. No início de fevereiro, o cantor, por meio de nota publicada em suas redes sociais, disse ter lamentado "profundamente" que em certos momentos de sua vida ações dele "contribuíram para o problema" e que ele se beneficiou de um "sistema conivente com misoginia e racismo". "Eu quero me desculpar especificamente com Britney Spears e Janet Jackson individualmente, porque eu me importo e respeito essas mulheres e sei que falhei. Eu também me sinto compelido a responder, em parte, porque todos os envolvidos merecem melhor e porque esta é uma conversa mais ampla da qual eu quero participar e crescer de todo o coração", completou. Em "Framing Britney Spears", disponível no Globoplay, é mostrado como o fim do relacionamento da cantora e de Timberkale foi explorado pela imprensa. O cantor teria se aproveitado da situação para sair com a imagem ilibada, enquanto ela ficou com a fama de tê-lo traído. Segundo o Page Six, o documentário de Jackson também vai abordar outras polêmicas da carreira da cantora. De acordo com o site, representantes de Jackson e de Timberlake não se manifestaram sobre o documentário, e o New York Times não quis comentar.