Pocah critica músicas feitas para TikTok: "Não vai vender show"

Pocah no
Pocah no "Poccast". Foto: Reprodução/Youtube

Resumo da notícia:

  • Pocah refletiu sobre a produção de músicas focadas no TikTok

  • Cantora criticou formato voltado para viralizar sem pensar em outros meios

  • Ela ainda afirmou que isso prejudica a longevidade das canções

Pocah não poupou críticas ao formato que artistas passaram a adotar para viralizar no TikTok. Em participação no "Poccast", podcast de Lucas Guedez e Rafa Uccman, cantora deu sua opinião sobre músicas feitas com foco na plataforma de vídeos.

"Não faço a música para ela tocar só no TikTok. Acho que a música é muito mais do que 15 segundos. A plataforma é muito boa. Eu amo, adoro, consumo muito. Mas não posso fazer uma música só pensando numa plataforma tendo várias. Tem diversas outras formas de estourar uma música", refletiu a dona de "Passando Rodo".

A ex-BBB ainda levantou a possibilidade de virais fazerem muito sucesso entre internautas e depois caírem no esquecimento. "Se você fizer para o TikTok, pode até estourar no TikTok, mas você não vai vender show. A música não vai durar nem um mês. As pessoas vão esquecer se você não tiver um marketing contínuo para fortificar", analisou.

Para a funkeira, a música atual tem prazo de validade. "Antigamente, eu lembro que fazia show com 'Mulher do Poder' e fiquei um ano sem entrar num estúdio. Só rodando com as músicas que eu já tinha e 'Mulher do Poder'. Hoje, isso não é possível mais. A música não tem força para isso mais", declarou.

"O consumo das pessoas de 15 segundos atrapalha a longevidade da música. Tem música que toca, que eu não sei qual é a música, só quando chega nos 15 segundos viralizados", acrescentou ao dizer que música é arte e tem que ter mais significado do que um trecho viral.

Embora diga que ama a plataforma, Pocah deixa um recado para cantores que estejam voltados para o objetivo de viralizar. "Acho que as pessoas precisam parar de fazer música pensando somente na plataforma. Pelo bem da própria carreira", concluiu.