PM atira contra grupo que tentou ir ao local do acidente de Marília Mendonça

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SAO PAULO - SP - BRASIL, 24-11-2017, A cantora Marília Mendonça. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SAO PAULO - SP - BRASIL, 24-11-2017, A cantora Marília Mendonça. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Policiais de Caratinga, no interior mineiro, expulsaram com tiros de borracha na madrugada de sábado grupo de homens que tentou se aproximar do local do acidente de avião que matou a cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas no município vizinho de Piedade de Caratinga, região leste de Minas Gerais, na sexta-feira.

O desastre ocorreu por volta das 15h30. O boletim de ocorrência feito pelos próprios policiais responsáveis pela guarda do avião, que passaria por perícia na manhã seguinte e ainda estava com a bagagem dos ocupantes em seu interior, foi registrado às 3h42 do sábado.

No documento, os policiais afirmam que o grupo, formado por quatro homens, tentou chegar ao local por uma trilha com o auxílio de lanternas.

O boletim diz que houve um alerta para que não se aproximassem, mas que a ordem não teria sido respeitada. Foram disparados, então, dois tiros de balas de borracha e os homens desapareceram no meio do matagal.

O registro aponta ainda que o grupo teria tentado se aproximar do avião para furto. Nenhum dos homens foi identificado.

Também não houve relato de que algum tenha procurado o serviço médico local para tratar de possíveis ferimentos provocados pelas balas.

O capitão da PM em Caratinga, Jefferson Luiz Ribeiro, afirma, no entanto, não ser possível confirmar que os homens tenham tentado chegar ao local do acidente para furto.

"Os policiais que estavam no local presumiram que fosse para isso, mas pode ser que quisessem uma recordação, ou para tirar um foto", argumenta o capitão.

Sobre a ordem dada para que não se aproximassem, e que não a teriam respeitado, o capitão diz que o barulho da cachoeira pode ter impedido o grupo de ouvir o que os policiais disseram. O avião caiu nas pedras que ficam próximas a uma queda d'água.

A cantora Marília Mendonça foi a Caratinga para show marcado para a noite de sexta na cidade. Seu avião havia decolado de Goiânia, onde morava a artista.

Além da cantora, também morreram no desastre o tio e assessor de Marília Mendonça, Abicieli Silveira Dias Filho, o produtor Henrique Ribeiro, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o copiloto Tarcísio Pessoa Viana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos