Plantio de soja 2020/21 segue atrasado no RS; colheita de trigo chega a 99%

·2 minuto de leitura
Agrônomos checam lavoura de soja em Cruz Alta (RS)

SÃO PAULO (Reuters) - O plantio de soja 2020/21 avançou 14 pontos percentuais na última semana no Rio Grande do Sul, para 61% da área estimada, com produtores aproveitando as chuvas ocorridas e a previsão de continuidade das precipitações, mesmo abaixo das condições adequadas, informou a Emater-RS nesta quinta-feira.

A semeadura, porém, ainda segue atrasada ante a média histórica de 76%.

Segundo informativo conjuntural da entidade, as precipitações ocorreram em todas as regiões produtivas, permitindo, além do avanço na semeadura, o desenvolvimento das plantas e o início das operações de tratos culturais.

A Emater destacou ainda a expectativa de aumento da área da oleaginosa na regional de Erechim, pelo replantio de lavouras liberadas da cultura do milho em função das perdas pela seca.

No caso do milho, o plantio teve um ligeiro avanço de 2 pontos percentuais na semana, para 85%, abaixo do mesmo período da safra anterior (88%) e da média histórica (91%).

"As precipitações de distribuição irregular e volumes variados no Estado ocorridas durante a semana contribuíram para amenizar o déficit hídrico ocasionado pelo longo período de tempo seco e para retomar os plantios e os tratos culturais", pontuaram os técnicos da entidade.

No entanto, até esta quinta-feira, já chegavam a 1.646 as comunicações de ocorrência de perdas para cobertura do seguro rural pelo Proagro, alertou a Emater.

A semeadura de arroz no maior Estado produtor da cultura atingiu 98% das áreas, à frente do mesmo período de 2019/20 (88%) e da média histórica (91%).

Na região de Santa Rosa, produtores fazem o manejo da irrigação com lâmina baixa para evitar desperdício de água das barragens e garantir o suprimento para o desenvolvimento da cultura.

"Ainda são preparadas algumas áreas para semeadura mais tardia, aproveitando as condições de solo seco que favorecem a mecanização das áreas", disse a Emater.

TRIGO

No segundo maior produtor de trigo do país, a colheita se aproxima do final, com 99% --avanço de 1 ponto percentual na semana.

O andamento dos trabalhos se assemelha ao patamar registrado em anos anteriores, nesta época.

"A ocorrência de chuvas com distribuição desuniforme e volumes variados no Estado não atrapalhou o avanço das colheitas em fase de finalização nas regiões de Bagé, Pelotas e Caxias do Sul."

(Por Nayara Figueiredo)