5 dicas para evitar os piolhos e não passar perrengue igual a Luana Piovani

Saiba mais sobre como se prevenir e tratar os piolhos (Foto: Reprodução/Globo/Estevam Avellar)

Tanto as crianças quanto os adultos podem pegar piolho. Principalmente em épocas de muito calor, já que eles se proliferam ainda mais.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Por isso, é preciso ter muita atenção para evitar o problema que causa muita coceira. Piolhos são comuns, infelizmente, e podem atingir qualquer pessoa. Há pouco tempo, a atriz Luana Piovani – que está morando em Portugal – falou publicamente das duas crises de piolho que seus três filhos tiveram por lá (justamente durante o verão de lá).

Agora, foi a vez da própria Luana fazer uma transmissão ao vivo no Instagram contando que pegou piolho dos filhos: “acabei de descobrir que adulto pega piolho”, disse. Mas como? Entenda melhor sobre o problema e veja os cuidados para não pegar piolho.

Leia também:

Como o piolho “age”

Os piolhos se alimentam do nosso sangue mais ou menos 4 vezes ao dia. Eles têm garras que se fixam no couro cabeludo e vivem em média 40 dias. Por isso precisam se multiplicam rápido e seus ovos são conhecidos como lêndeas – as bolinhas brancas que lotam a cabeça de quem está com piolho. Em apenas 10 dias, a lêndea sai do ovo e se torna um piolho adulto. Depois de 1 a 2 dias de nascida, uma fêmea já pode se proliferar. O principal sintoma dos piolhos é a coceira insuportável. O couro cabeludo pode até criar feridas e, além disso, se a crise não for tratada pode agravar casos de anemia.

Piolho nada tem a ver com cabelos compridos

Segundo a dermatologista Juliana Toma, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, os piolhos geralmente se espalham através do contato pessoal e próximo. “Os piolhos podem ser transmitidos facilmente entre membros da família, companheiros íntimos, e em eventos como acampamentos e festas”, explica. Por isso é comum crianças e pais, professores e cuidadores de crianças também se contaminam, como foi o caso da Luana Piovani. Bonés, pentes, escovas ou travesseiros também podem transmitir piolhos, se estiverem contaminados.

Cuidados para não pegar piolhos

Juliana Toma esclarece que os piolhos não têm nada a ver com cabelos sujos ou falta de higiene, e são transmitidos pelo contato pessoal. ‘“Mesmo que seu filho acabe com piolhos, eles não são perigosos e não transmitem doenças mais graves”, explica.

1. Evite locais lotados

Situações de muita gente (lotações) e contato próximo podem levar a uma transmissão. Os piolhos geralmente se espalham através do contato pessoal e próximo. Os piolhos podem ser transmitidos facilmente entre membros da família, companheiros íntimos, e em eventos como acampamentos e festas.

2. Escovas e pentes

Não compartilhe escovas de cabelo com alguém que tenha piolhos. Os piolhos podem viver até dois dias longe do couro cabeludo, fazendo com que um piolho possa sobreviver na escova e ser transferido para o cabelo do seu filho.

3. Pertences pessoais separados

Não use móveis, travesseiros ou roupas de cama de alguém com piolhos. Também não compartilhe roupas. Obviamente, isso inclui itens próximos ao cabelo, como chapéus e acessórios para o cabelo, como presilhas e fitas, mas casacos, e camisetas também podem transmitir piolhos.

4. Evite os contatos entre os familiares

Se um ou mais de seus filhos tiverem piolhos, você precisará tomar medidas para evitar que o problema se espalhe. É preciso evitar contatos exagerados com a pessoa infectada, lavar adequadamente os objetos e roupas de cama.

5. Não use loções e sprays

Verifique diariamente a cabeça do seu filho. Os piolhos vivos geralmente são poucos, podem se mover rapidamente e são difíceis de detectar. As áreas mais comuns para encontrar piolhos estão atrás das orelhas, no topo da cabeça e na base do pescoço.