PicPay quer replicar sucesso de app chinês e virar ‘gigante’ brasileiro

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Escritório da empresa de pagamentos PicPay
Escritório da empresa de pagamentos PicPay

O app de pagamentos PicPay já pode ser considerado um “gigante” do setor de tecnologia brasileiro – com mais de 41 milhões de usuários, e mais de 2,1 mil funcionários, segundo números publicados por reportagem do site NeoFeed.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Mas, em breve, se os planos da sua liderança derem certo, esse tamanho vai crescer ainda mais. O PicPay quer se tornar uma “big tech” brasileira, expressão usada para se referir a gigantes internacionais como Google e Facebook.

Leia também:

Para isso, segundo o atual executivo-chefe da empresa, José Antônio Batista, o PicPay vai tomar um caminho semelhante ao do chinês WeChat, outro gigante que atua em áreas semelhantes.

Segundo Batista, em entrevista ao NeoFeed, o PicPay vai deixar de atuar somente na área de meios de pagamento, para se expandir para um serviço de troca de mensagens, ao estilo WhatsApp e Telegram, empréstimo de dinheiro ponta a ponta, ou seja, entre usuários, e até uma plataforma de publicidade.

Nessa última, a empresa espera replicar o sucesso de Google e Facebook, vendendo áreas de anúncios para empresas interessadas em capitalizar do grande número de usuários que gastam seu tempo dentro do aplicativo da PicPay.

Assim, a empresa espera transformar seu produto num “super app”.

“Seremos a primeira big tech brasileira”, diz Batista ao NeoFeed. “O PicPay será o WeChat do Ocidente.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube