PF quer ouvir Bolsonaro em inquérito de interferência na corporação

BRASILIA, BRAZIL - MAY 27: President of Brazil Jair Bolsonaro, wearing a face mask with a print of Brazil's Coat of Arms and written God above all, Brazil above all, reacts to supporters of his government who waited for him outside the Palácio do Alvorada amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic on May 27, 2020 in Brasilia. Brazil has over 411,000 confirmed positive cases of Coronavirus and 25,598 deaths. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)

Em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal afirma que é necessário ouvir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no inquérito sobre a acusação do ex-ministro Sergio Moro de que Bolsonaro tentou interferir na corporação.

"Para a adequada instrução das investigações, mostra-se necessária a realização da oitiva do Presidente da República Jair Messias Bolsonaro a respeito dos fatos apurados", afirmou a PF, segundo a TV Globo.

Nesta sexta (29), a PF, através da delegada Christiane Correa Machado, pediu ao STF mais 30 dias para a apuração do inquérito.

Após o pedido de Machado, o relator do inquérito no STF, Celso de Mello, fez a requisição para que o procurador-geral da República, Augusto Aras, se manifeste sobre o assunto.

O inquérito foi aberto a pedido do próprio Aras, em razão das declarações dadas pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Ele deixou o governo acusando Bolsonaro de interferência na PF ao substituir o então diretor-geral da corporação, Maurício Valeixo, e cobrar uma troca no comando da superintendência do órgão no Rio de Janeiro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.