Pesquisa afirma que ficar com crianças em casa é mais difícil do que trabalhar fora

Reprodução/Pixabay PublicDomainPictures

Filhos são considerados a melhor coisa que já aconteceu na vida dos pais, mas é inegável que ter uma criança tem seu lado negativo. Cuidar dos pequenos não é tarefa fácil e uma pesquisa recente listou as piores (e melhores) coisas que as pessoas aprenderam após se tornarem pais e mães.

Leia mais: Segundo estudo, famílias gastam em torno de 49 minutos por dia brigando

A pesquisa foi realizada no Reino Unido pela AVEENO Baby e entrevistou cerca de 1,500 pais. Cuidar das crianças em casa é mais difícil do que ir para o trabalho, silêncio nunca é um bom sinal e nada se compara a dor de pisar em uma peça de Lego surgiram no topo da lista dos novos pais.

Além disso, 22% afirmam não conseguir terminar de tomar uma xícara de chá, 33% fazem suas refeições com uma mão só e 17% sentem as costas doerem o tempo todo. Se sentir sempre cansados (39%) e nunca conseguir ir ao banheiro em paz (38%) também foram apontados como motivos que tornam a experiência de ser pai e mãe complicada.

Mas houveram também alguns itens bons no ranking como sentir amor incondicional pela primeira vez (42%), nunca conseguir para de olhar para o bebê (35%) e o cheiro da pele de uma criança é o melhor do mundo (32%). Mesmo assim, menos da metade dos pais (48%) acreditam que formar uma família é uma experiência perfeita.

Leia mais: Segundo estudo, novos pais dormem menos de 5h por noite por conta dos bebês

“Se tornar pai e mãe é uma experiência incrível, mas entendemos que entrar nesse novo capítulo da vida pode trazer muito estresse e preocupação. De colocar comida na boca do bebê até o que colocar em sua pele, toda pequena decisão se torna maior e você se questiona se está tomando a decisão certa ou se está sendo julgado pelos outros. Queremos dar aos pais a confiança para sentir que estão fazendo a coisa certa”, diz Rebecca Bennett, do time AVEENO.