Personagem "real" de Juliana Paes processa Globo por R$ 15 milhões; entenda

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Juliana Paes em
Juliana Paes em "A Dona do Pedaço" (Reprodução Globoplay)

A Globo está sendo processada por causa da personagem Maria Paz, da novela "A Dona do Pedaço" (2019). Sandra Rodrigues Campos está pedindo uma indenização de R$ 15 milhões pela emissora ter usado sua história para criar a personagem interpretada por Juliana Paes.

De acordo com o Notícias da TV, o caso foi apresentado oficialmente em São José do Rio Preto, interior de São Paulo. A vendedora quer proibir que a emissora use a marca "A Dona do pedaço, e pediu R$ 5 milhões por danos materiais, R$ 5 milhões por danos morais e R$ 5 milhões por lucros cessantes.

O processo explica que Sandra começou a vender bolos caseiros com receitas de sua família para bancar as despesas da casa e criar sua filha, mesma história da personagem de Juliana Paes. A confeiteira começou a apresentar um programa de TV chamado "A Dona do Pedaço", apelido que ganhou no bairro, e chegou a ser personagem de reportagens na época.

"Nitidamente houve violação aos direitos autorais por parte da ré, porquanto a história de vida da personagem Maria da Paz é igual à da autora, além de plágio do nome, que vem sendo utilizado pela autora há mais de uma década".

Propaganda e vida real

Exibida em 2019, a novela levou as propagandas na emissora a outro patamar. Na época, a personagem Vivi Guedes, interpretada por Paolla Oliveira saiu de uma cena direto para um comercial de carros - na trama, Vivi gravava justamente a acão publicitária. A mistura entre ficção e realidade repercutiu nas redes sociais e foi bastante elogiada.

Depois disso, a Globo repetiu a fórmula com Cauã Reymond em "Um Lugar ao Sol", no ano passado. O personagem dele, Christian/Renato, conversava com Túlio (Daniel Dantas) em uma mesa de bar quando resolveu pedir uma cerveja bem gelada. Depois disso, a novela foi para o intervalo, que começou daquele mesmo ponto, com o ator fazendo a publicidade da bebida nos estúdios da Globo.

Mesmo sem a emissora revelar valores, é fato que ações como essas são bem lucrativas para todos os envolvidos. Assim como Paolla Oliveira fez na época, Cauã Reymond ajudou a repercutir o comercial em suas redes sociais. Ele chamou atenção para o desafio de fazer a publicidade ainda caracterizado. "Só Itaipava para me fazer quebrar o personagem assim tão rápido", disse ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos