Pequena Lô diz que ainda não recebeu pedido de desculpas de Ellen Jabour

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Dois dias depois da confusão com a modelo e apresentadora Ellen Jabour, a quem acusou de capacitismo (discriminação e o preconceito social contra pessoas com alguma deficiência), Pequena Lô voltou ao Rock in Rio neste domingo (11). A influenciadora tentou evitar o assunto, mas não teve jeito.

"Resolvi não falar mais sobre isso. Passou e eu quero deixar lá atrás", dispara logo de cara.

Ela afirma que ainda não recebeu um pedido de desculpas de Ellen. "Eu me posicionei, ela também, mas não houve um pedido de desculpas, não. Se ela quiser me encontrar ou se nós estivermos em um evento e ela quiser falar comigo, vamos conversar e será tranquilo ", diz.

Na versão de Lô, que precisa se locomover por meio de uma motinho elétrica, ela tentava conseguir um espaço em frente à grade de um espaço vip, mas teria sido desprezada por Ellen, que estaria mais preocupada em ficar no local com suas amigas do que abrir um espaço para ela.

Ellen Jabour, por sua vez, afirma que jamais teve a intenção de magoar a influenciadora. "Sou de paz, sempre respeitei todos à minha volta, sem distinções. Tinha espaço suficiente para todo mundo ali, e eu estava 100% interessada em assistir ao show em harmonia com todos", disse.

Segundo ela, o que ocorreu "foi um grande equívoco, talvez até devido à música alta". Ellen considera que foi mal interpretada. "Achei que ela não tinha visto que eu estava junto com o grupo do meu lado direito e falei: 'Claro, com certeza! Mas você se importa de estacionar ela [a motinho] aqui do meu lado esquerdo?'", disse.

"Me sinto profundamente magoada de ter sido acusada de coisas que estariam longe dos meus pensamentos fazer propositalmente. Estou há mais de 20 anos na mídia e todo mundo sabe que não sou de arrumar confusão. ", emendou Ellen.

A modelo disse lamentar que Pequena Lô tenha se sentido mal e contou que auxilia diversas ONGs que ajudam a fomentar a educação, o respeito e a conscientização.