Pense duas vezes antes de fazer piada com seu corpo pós-quarentena

·2 min de leitura
Young woman looks at the mirror and sees her happy reflection. Self-acceptance and confidence concept.
Young woman looks at the mirror and sees her happy reflection. Self-acceptance and confidence concept.

Embora a pandemia ainda não tenha acabado, estamos vivendo o final de um processo de meses de confinamento. Neste momento, é natural sentir ansiedade em relação ao retorno ao "novo" normal.

Depois de tanto tempo sem sair de casa, muitas pessoas podem estar inseguras com o peso, a dieta ou a imagem corporal, devido a meses de altos níveis de estresse, ansiedade e, possivelmente, mudanças na rotina de exercícios.

Leia também

Por isso, é mais importante do que nunca ser gentil com as pessoas, mas também com nós mesmos.

Especialmente nas redes sociais, onde os posts podem funcionar como gatilho para pessoas com transtornos alimentares ou de imagem corporal.

O efeito das redes sociais

The Butterfly Foundation, uma fundação nacional da Austrália que trabalha com transtornos alimentares e de imagem corporal, está incentivando os usuários de redes sociais a pensar duas vezes antes de publicar memes, piadas ou comentários sobre questões de peso ou dietas extremas para não afetar ainda mais as pessoas que já sofrem com isso.

"Sabemos que essas publicações costumam ter um tom de brincadeira, mas as pessoas às vezes não têm noção de que podem acabar acionando gatilhos", diz Danni Rowlands, diretora de serviços de prevenção da fundação.

Mais de um milhão de australianos convivem com transtornos alimentares, e menos de um quarto desse grupo recebe tratamento ou ajuda especializada.

Body positive é descobrir aspectos positivos do seu corpo que por muito tempo foram considerados
Body positive é descobrir aspectos positivos do seu corpo que por muito tempo foram considerados "fora do padrão". (Fonte: Getty Images)

Sobre esse assunto, uma boa indicação de leitura são as dicas de autocuidado e uso de redes sociais oferecidas pela The Butterfly Foundation, especialmente no mundo pós-quarentena.

Preste atenção no que você publica

"Tenha sensibilidade quando for compartilhar algo. Nem tudo precisa ser publicado e nunca é legal fazer piada sobre a aparência ou o corpo dos outros."

"É bom levar em conta que, conforme vamos saindo da quarentena, algumas pessoas podem estar mais sensíveis do que outras."

Denuncie e bloqueie conteúdos que provocam angústia

"Se alguma publicação provocar angústia ou acionar gatilhos, você sempre pode denunciar esse conteúdo. As denúncias funcionam como um alerta para as redes sociais investigarem e, caso identifiquem algo que contraria suas diretrizes, a publicação será removida."

"Também é possível bloquear conteúdos ou usuários, o que pode ter um efeito imediato para reduzir a quantidade de conteúdos nocivos que você vê."

Silencie conversas ou passe um tempo longe de conteúdos inúteis

"Se você perceber que as pessoas que você segue online, inclusive seus amigos, estão compartilhando um discurso tóxico e inútil em relação ao corpo pós-quarentena, é melhor silenciar ou deixar de seguir."

"Reduzindo o que você vê, lê e ouve, você protege sua imagem corporal e sua autoestima."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos