Pedro Bial chama Bolsonaro de "sem noção, delirante e acéfalo" em rede nacional

·2 minuto de leitura
O jornalista fez crítica no 'Conversa com Bial' (Foto: Reprodução/Rede Globo)
O jornalista fez crítica no 'Conversa com Bial' (Foto: Reprodução/Rede Globo)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em um programa dedicado a discutir a importância da escola na vida das crianças, o jornalista Pedro Bial, 62, chamou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de "desgovernante, inominado, sem noção, delirante e acéfalo".

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus e-mails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

As definições foram feitas na abertura do ‘Conversa com Bial’ da madrugada desta quinta-feira (17), antes dele apresentar os entrevistados: Claudia Costin, diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da Fundação Getúlio Vargas e colunista da Folha, e Daniel Becker, pediatra do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Leia também

"Difícil encontrar desgoverno que se compare no mundo", diz Bial sobre a gestão Bolsonaro. "Desde o início nosso ‘desgovernante’ tentou negar a gravidade da crise, seguiu inventando remédios falsamente milagrosos, deu os piores exemplos, sem máscara e sem noção, causou aglomeração e sabotou ministros da Saúde e da Educação".

O jornalista não citou o nome do presidente, chamado de "inominado". Segundo ele, é um governante que contribuiu de forma decisiva para que mais gente morresse na pandemia "Agora se supera, delirante, ao desprezar a única solução: a vacina", completa. "Como disse o próprio acéfalo que hoje ocupa o Palácio do Planalto, morrer todo mundo vai morrer mesmo".

Para Bial, a geração atual de crianças e adolescentes ficará marcada para sempre por um ano fora da escola. Com os convidados, ele falou sobre as consequências na saúde física e mental das crianças e adolescentes, e sobre a possível volta às aulas em 2021.

Através das redes sociais, na manhã desta quinta (17), Bial compartilhou um vídeo que endossa sua opinião, juntamente com a hashtag "#lugardecriançaénaescola". Nos comentários, dividiu opiniões dos internautas.

Apoiadores do atual governo o criticaram se manifestaram. "Chato fazer um texto atacando nosso presidente Pedro Bial. Precisamos respeitar a opinião alheia, mesmo que não concordemos", escrevee uma pessoa.

Já outra, achou que o jornalista representou o Brasil. "Bial, parabéns pela abertura do programa! Você representou o Brasil! Sempre com posicionamentos coerentes e assertivos", diz.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Veja mais: Ana Paula Araújo fala de fake news na pandemia