Pedido de Kevin Spacey para juiz arquivar acusação de abuso sexual é negado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Kevin Spacey teve seu pedido de arquivamento de uma acusação de abuso sexual negado por um juiz federal nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (6), de acordo com a agência de notícias Reuters. Segundo o colega de profissão Anthony Rapp, o ator teria tocado em suas "partes íntimas" em 1986, quando ele tinha apenas 14 anos.

O caso teria ocorrido na casa de Spacey, em Manhattan, Nova York, durante uma festa. O vencedor do Oscar por "Beleza Americana", então com 26 anos, teria abusado sexualmente de Rapp. Para o juiz Lewis Kaplan, há evidências suficientes para que o caso continue sendo avaliado.

A vítima, que passou a infância atuando e hoje pode ser vista na série "Star Trek: Discovery", move uma ação contra Spacey em que pede indenizações compensatórias e punitivas devido a contato sexual indesejado e imposição intencional de danos emocionais. O juiz negou, no entanto, uma acusação de estupro porque Rapp teria trazido o caso à Justiça tarde demais.

Spacey tem negado as acusações desde que elas vieram à tona, em outubro de 2017. O caso lhe custou a carreira em Hollywood, já que a série que protagonizava na época, "House of Cards", decidiu cortar seu personagem da trama e outros projetos nos quais ele estava envolvido foram rápidos ao demiti-lo.

Ele também enfrenta acusações semelhantes feitas por outros três homens no Reino Unido. Os casos teriam acontecido entre 2005 e 2013. O oscarizado ainda não entrou em território britânico para se defender das acusações desde que elas foram feitas.

Em depoimento dado ao programa Good Morning America, do canal de TV americano ABC, na semana passada, Spacey disse que estava confiante de que poderia provar sua inocência.

"Embora eu esteja desapontado com a decisão deles de seguir em frente [com o processo], aparecerei voluntariamente no Reino Unido assim que puder e farei minha defesa, que estou confiante de que provará minha inocência."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos