Paulo Vieira protagoniza série que imagina mundo sem novelas e não descarta atuar em uma: 'Quem sabe?'

Imagine acordar um dia e não lembrar de nenhuma novela? Todos os registros sumiram e só Seu Tony (Tony Ramos) e Vitinho (Paulo Vieira) são capazes de recriar alguns dos títulos mais emblemáticos da teledramaturgia brasileira. Ao lado de um time de criadores de conteúdo, Vitinho vai parodiar nove clássicos. "Novelei" marca a celebração de 70 anos de história das novelas no Brasil e é uma parceria entre a TV Globo e o YouTube. A série em nove episódios, disponíveis a partir do dia 11 de julho e liberados toda segunda-feira às 20h, recria com humor cenas icônicas da dramaturgia.

— Vitinho é um nerd de televisão. Eu achei isso algo incrível porque a gente tem nerd em vários produtos audiovisuais, mas eles nunca são de televisão. Me identifico com ele nesse lugar de amor à TV aberta que, para mim, significa afeto, conversa nacional, união. Acho que tem tudo a ver com o que a gente está vivendo. O que vai acontecer se continuarmos nos desunindo? — explica Paulo Vieira em coletiva de imprensa.

Escrita por Bia Braune, com colaboração de Nigel Goodman e Marcelo Martinez, e direção de Felipe Joffily, em um projeto exclusivo para YouTube Originals, "Novelei" tem no elenco, além de Paulo e Tony Ramos, Thalita Meneghim, Gusta Stockler, Phellyx, Babu Carreira, Evandro Rodrigues, Livia La Gatto e Susana Vieira, que é uma inteligência artificial.

Depois de criar um mundo paralelo onde todas as novelas são deletadas dos arquivos e da memórias, Bia conta que escolheu uma obra para se salvar e ficar passando em looping: Kubanacan.

— Kubanacan é um clássico cult e os noveleiros têm paixões por perolas cult. Ela brinca com multiverso, viagem no tempo, troca de identidade. A gente ama Marcos Pasquim. E Adriana Esteves é quase um elo perdido entre todas as novelas. Ela estava em quase todas que escolhemos recriar e se tornou a referência para os personagens: ela é a Lola de Kubanacan, que além de tudo é a novela favorita da dona Neusa — diz a roteirista explicando que Dona Neusa, interpretada por Geovana, é a espectadora fã número um de novelas.

Difícil foi escolher as nove novelas que seriam representadas na série, conta a Gerente de Estratégia de Produtos Digitais e Canais Pagos da TV Globo, Gabriela Trigueiro:

— A gente queria um equilíbrio entre os maiores autores, atores e tramas. Que fosse um grande sucesso não só na TV, mas no digital, foi sofrida a escolha.

Passado o sofrimento, as nove produções escolhidas foram: Vale Tudo, O Cravo e a Rosa, Laços de Família, VAMP, Mulheres de Areia, Torre de Babel, O Clone, Avenida Brasil, Senhora do Destino. Além do elenco principal, convidados especiais como Claudia Raia, Carolina Dieckman e Cauã Reymond participam da série.

Um dos cuidados da produção foi tratar com humor, mas respeitar a memória de clássicos da cultura brasileira. "Levar as piadas à sério" foi a solução encontrada e, segundo Bia Braune, a escolha por Paulo Vieira foi acertada nesse sentido. Para ela, Paulo atravessa classes, idades e consegue chegar no punch da piada, mas com emoção. Já ele, se considera noveleiro e diz que se surgir a oportunidade, não descarta participar de uma novela.

— Vi novela antes de ver cinema, antes de ler livros... a base da minha formação cultural é a TV aberta. Eu estou contratado, onde a Globo me botar eu estou dentro (risos). Mas o que move um ator é personagem bom, não quero fazer por fazer novela, mas quem sabe. De repente a Bia escreve uma novela e me dá um personagem de presente — avalia Paulo.

Susana Vieira, que apareceu bem no fim da coletiva, também elogiou e pediu personagens para Bia:

— Eu quero que a Bia faça tudo para mim agora. Foi tudo muito inusitado. Eu gravei na minha casa, não entendi porque eu estava gravando em casa. Mas é que a minha aparição é um pouco misteriosa, não posso falar muito. A parte mais legal foi quando eu dei de cara com o Tony Ramos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos