Paulo Vieira defende presença de Cássia Kis na Globo e cobra espaço: 'Cadê eu na grade?'

Paulo Vieira e Cássia Kis (Foto: divulgação e Globo)
Paulo Vieira e Cássia Kis (Foto: divulgação e Globo)

Aclamado nas redes sociais e ganhando cada vez mais espaço na televisão, Paulo Vieira mantém os pés no chão. Em uma conversa a imprensa durante o Men of The Year 2022, premiação promovida pela "GQ Brasil" para destacar as personalidades do ano, o humorista falou, por exemplo, que não se vê como "o novo queridinho da Globo".

"Se vocês pensarem bem, eu ainda não tenho nada consistente na emissora. As pessoas podem ter essa impressão porque eu faço muito barulho com o pouco que tenho. Mas cadê eu na grade? Não tem. Então, eu diria que sou mais um amigo que a Globo gosta", brincou. Nem mesmo ser relembrado de que foi chamado para a clássica vinheta de fim de ano faz Paulo pensar diferente. "É a terceira vez. Já naturalizei", disse ele, aos risos.

Aliás, ao ser questionado se esteve com Cássia Kis nessa gravação, o humorista não hesitou em falar sobre a presença da atriz em uma das manifestações pró-Bolsonaro que estão acontecendo desde o fim das eleições e pedem até por golpe militar. "O vídeo é gravado em grupos e ela não estava no meu. Mas eu acho que ela tem que estar, sabe? Se eu fosse a Globo, eu colocaria", opinou.

"É importante o Brasil entender que os artistas são livres, que as pessoas pensam diferente e que não existe a tal cartilha da Globo para que todos tenham a mesma opinião. Então, de algum modo, ter uma Cássia Kis ali é bom para todo mundo. Quanto ao fato de ela ter participado dessas manifestações, é algo que ela vai resolver com a história. Não cabe a mim julgar", concluiu.