Paulo Gustavo doou cerca de R$ 1,4 milhão durante a pandemia de covid-19

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Paulo Gustavo está internado com covid-19 (TV Globo)
Paulo Gustavo morreu em decorrência da covid-19 aos 42 anos (TV Globo)

Paulo Gustavo deixa um legado e boas memórias para muitos brasileiros. O ator foi cremado nesta quinta-feira (6) em Niterói na presença da família e amigos e no último ano, o que vivemos na pandemia da covid-19, ele doou mais de R$ 1.360 milhões para obras de caridade.

Susana Garcia, grande amiga do ator e diretora dos seus filmes, era médica e o acompanhou durante os 53 dias de internação e em um relato emocionante contou das obras de ajuda ao próximo que ele nunca divulgou durante o último ano.

Leia também

“Você, na pandemia, depositou por três meses, mil reais por mês para quase 120 pessoas que trabalharam nos filmes que nós fizemos. Você mandou um e-mail pra todo mundo das equipes perguntando quem estava precisando de ajuda”, escreveu. O total é de cerca de R$ 360 mil.

Ele ainda ajudou com dinheiro aos músicos que trabalharam na turnê que ele fez coma a mãe, Déa Lúcia, pelo Brasil e estavam sem trabalho. “E na crise em Manaus, você enviou R$ 500 mil para compra de oxigênio e nunca divulgou nada. Lembro um dia, antes de você ser intubado, que me disse estar sentindo muita falta de ar, mesmo com cateter de oxigênio, e que estava feliz de ter comprado oxigênio para as pessoas”, continuou explicando.

No início da pandemia, em 2020, ele ainda doou R$ 500 mil para as Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador. Devoto da primeira santa brasileira, o ator estava preocupado com os trabalhadores da instituição e o valor ajudou a comprar equipamentos de proteção e testes de covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos