Paula Toller é condenada a indenizar Leoni por ter dado nome de hit de ambos a turnê

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Paula Toller, 58, foi condenada pela 2ª Vara Empresarial do Rio a pagar indenização por dano material a Leoni, 59. A artista foi processada pelo cantor por ter chamado de "Como Eu Quero", a turnê que fez em 2017, em alusão a um hit composto por ambos, sem a autorização do músico. O valor a ser pago ainda será determinado pela Justiça. De acordo com a coluna de Ancelmo Gois, a sentença aponta que o pagamento de R$ 50 mil a título de danos morais foi negado ao cantor. Os dois, que também foram namorados, escreveram a música juntos quando faziam parte da banda Kid Abelha. Esta não é a primeira vez que Toller e Leoni se desentendem judicialmente por conta de uma música composta pelos dois. Em 2019, a cantora ganhou duas ações que moveu contra o cantor e o Partido dos Trabalhadores (PT) por usarem a canção "Pintura Íntima" na última campanha presidencial de Fernando Haddad, em 2018. Leoni autorizou o uso da faixa na campanha sem a permissão de Toller, por isso, a cantora também o processou. O músico teve que indenizar a ex-parceira em R$ 50 mil, segundo decisão expedida pela 1ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro.