Paula Fernandes rebate fama de antipática: "Nunca me achei melhor que ninguém"

·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Instagram (@paulafernandes)
Foto: Reprodução/Instagram (@paulafernandes)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Paula Fernandes, 36, satisfez a curiosidade dos fãs ao abrir a caixa de perguntas de seu Instagram na madrugada deste domingo (20). Entre trivialidades, como revelar que mede 1,65 e contar que, embora desejasse morar no campo, se divide entre São Paulo e Belo Horizonte, ao responder a um internauta que perguntou se ela se considerava egocêntrica, a cantora falou sobre a fama de antipática. 

"Não me esqueço de onde vim e me orgulho muito da minha origem. Esse papinho de ser antipática ou intocada é e sempre foi para vender notícia e gerar clique! Mas quem me conhece de verdade sabe que sempre fui extremamente comprometida, batalhadora, simples e nunca me achei melhor do que ninguém por fazer o que eu faço", disse Fernandes. 

Leia também:

A artista salientou que fora dos palcos é só a "Paulinha, filha da dona Dulce, com meus defeitos e dificuldades" e que busca evoluir como ser humano. Ela ainda aproveitou o elogio de uma fã, que disse ter encontrado com a cantora duas vezes e a achado simpática e comprometida, para explicar que no auge da carreira em 2011, fez 220 shows no ano e que mal conseguia dormir. 

"Sou uma só, amo o que eu faço, queria poder fazer mais, mas era humanamente impossível estar 'on' para todo mundo. Espero sinceramente que algum dia entendam que não foi 'não querer', foi por não dar conta da demanda mesmo", justificou. 

Fernandes também falou sobre o corpo, negando que tenha feito qualquer cirurgia plástica. A artista falou ainda sobre o desejo de ser mãe. "Antes achava que jamais desejaria ser mãe, mas hoje penso que isso pode acontecer sim. Congelei meus óvulos. Então, terei tempo para pensar e decidir com calma. O que importa para mim é tomar essa decisão somente quando meu coração pedir e se eu me sentir pronta para exercer esse papel de verdade", ponderou a cantora. 

Namorando desde 2019 com o empresário Rony Cecconello, Fernandes diz que quando acabar a pandemia quer conhecer uma parte da família dele, que mora fora do Brasil. "Tem tanta coisa que quero fazer, mas a que está mais urgente é voltar a tocar, voltar aos palcos, encontrar meus fãs. E o segundo desejo é ir para a Itália com o Rony, pra conhecer os parentes dele de lá", concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos