Paul McCartney diz que cultiva maconha, mas esconde para jovens não roubarem

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* SAO PAULO, SP, BRASIL, 15-10-2017: Show do cantor Paul McCartney, no estadio Allianz Parque, em Sao Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
*ARQUIVO* SAO PAULO, SP, BRASIL, 15-10-2017: Show do cantor Paul McCartney, no estadio Allianz Parque, em Sao Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O cantor Paul McCartney, 79, revelou em entrevista ao Mirror que cultiva maconha há pelo menos 20 anos. Porém, contra possíveis roubos de jovens, ele esconde a plantação no meio de outras em sua fazenda na Inglaterra.

"Gosto de [cultivar] coisas como trigo-vermelho, centeio e peras. Começamos a cultivar cannabis e o engraçado é que o governo impõe que você faça isso em um local escondido, porque as crianças entram e roubam", disse ele.

McCartney planta cânhamo, uma espécie de cannabis conhecida por seu baixo teor de THC (tetra-hidrocanabiodiol). Esse tipo é utilizado para a produção de medicamentos, óleos e cosméticos

Em 2015, o artista revelou que havia parado de consumir a maconha para "não dar mau exemplo" aos seus filhos e netos, segundo confessou em entrevista ao jornal The Daily Mirror. O ex-Beatle chegou a ser preso no Japão nos anos 1980 por posse da droga.

"Já não faço [uso]. Por quê? A verdade é que não quero dar um mau exemplo para meus filhos e netos. Agora é uma questão de paternidade", declarou.

"Ao invés de fumar um baseado, agora tomo uma taça de vinho ou uma boa margarita. A última vez que fumei foi há muito tempo", assegurou. De acordo com Paul, foi o cantor americano Bob Dylan que lhe apresentou a maconha em agosto de 1964.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos