Paul McCartney canta com John Lennon em primeiro 'dueto' após fim dos Beatles

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.10.2017 - Show do cantor Paul McCartney, no Allianz Parque, em São Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 15.10.2017 - Show do cantor Paul McCartney, no Allianz Parque, em São Paulo. (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os ex-Beatles Paul McCartney e John Lennon, parceiros no histórico grupo musical decisivo para a história do rock, passaram mais de 50 anos sem se apresentar juntos, desde o fim do banda, em 1970.

Esse marco temporal foi quebrado, ou quase, nesta quinta (28), durante um show de McCartney no estado de Washington, nos Estados Unidos, no qual o músico cantou "I've Got a Feeling" acompanhado da gravação dos vocais de Lennon -numa espécie de dueto póstumo com o colega de banda que morreu em 1980.

O apresentação da canção, lançada no álbum "Let It Be" em 1970, só foi possível graças ao diretor Peter Jackson, que isolou a voz de Lennon na gravação original, para que McCartney pudesse cantar ao vivo.

Era de se esperar que Jackson tivesse acesso privilegiado ao material, pois ele dirigiu o documentário "The Beatles: Get Back", lançado ano passado, para o qual teve acesso a 56 horas de filmagens da banda em estúdio, além de mais de 200 horas de áudio gravado.

Com nove horas de duração e divido em três episódios, o filme traz imagens da banda trabalhando em estúdio durante o mês de janeiro de 1969 e retrata um momento em que seus integrantes -George Harrison e Ringo Starr, além de McCartney e Lennon- já começavam a viver a desintegração do grupo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos