Patrocinador fará salário de Marcelo Moreno ficar dentro do teto no Cruzeiro

Marcelo Moreno marcou 45 gols pelo Cruzeiro nas duas passagens pela Toca da Raposa (Thomas Santos/AGIF)

É apenas questão de tempo para que o atacante Marcelo Moreno, de 32 anos, seja confirmado como reforço do Cruzeiro para a temporada 2020. Ídolo da torcida e com duas passagens pelo clube (2007/2008 e 2014), o centroavante vai se desligar do Shijiazhuang Evert Brigh, da China, para assinar o contrato com a equipe mineira. Embora seja um jogador com vencimentos elevados, Marcelo Moreno não vai receber do Cruzeiro mais do que o limite estabelecido pelo clube para este ano, pois metade do salário será de responsabilidade de um patrocinador.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Inclusive, a negociação só foi possível por causa da enorme participação de Pedro Lourenço, que é conselheiro do clube, dono do Supermercados BH e foi membro do Núcleo Dirigente Transitório, que comanda o Cruzeiro desde a renúncia da antiga diretoria, no fim do ano passado.

Leia também:

“Se depender de mim, ele está aí na segunda-feira. Tenho conversado com ele, é amigo nosso. Está bem adiantado”, disse Pedro Lourenço, em entrevista à Rádio Itatiaia. Além de ajudar financeiramente na contratação, foi ele quem procurou o atacante.

Para 2020, em função da caótica situação financeira do clube, os gestores estabeleceram que R$ 150 mil é o teto salarial. Jogadores que têm contrato em vigor e recebem acima do valor foram chamados para uma readequação no pagamento. A diferença será paga pelo clube mineiro em algumas parcelas, a partir de maio do ano que vem.

No total, Marcelo Moreno vai receber além do limite estabelecido pelo Núcleo Dirigente Transitório. Porém, a quantia que vai sair dos cofres cruzeirenses vai ser abaixo do que o estipulado no teto salarial, já que o complemento do pagamento será feito pelo patrocinador máster do clube, como uma forma de ajudar na reconstrução do Cruzeiro.

O salário de Marcelo Moreno será pago em partes iguais por clube e Supermercados BH. Pelo menos assim vai ser nesta temporada. Em caso de acesso para a Série A o atacante vai receber um bônus, além de um reajuste nos vencimentos, já que a expectativa é que o clube mineiro tenha uma realidade financeira bem menos apertada no ano que vem. O centroavante é aguardado em Belo Horizonte para ajustar os detalhes finais do vínculo.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter