Patrícia Abravanel não se vê como sucessora de Silvio Santos: ‘Quero ser livre’

Foto: Reprodução/Instagram (@patriciaabravanel)

Silvio Santos tem dado cada vez mais espaço para suas filhas no SBT, mas as herdeiras do patrão não curtem muito quando dizem que serão suas sucessoras.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Patrícia Abravanel, uma das mais desenvoltas da família, falou sobre esse “peso” em conversa com a imprensa na última terça-feira (13). Para ela, não tem como substituir o maior comunicador do Brasil.

“O Silvio Santos é único e nós somos pessoas diferentes. Tenho o meu jeito e nem quero ter o jeito dele. Não existe xerox do Silvio. Deus fez cada um do seu jeito e a gente tem que ser o que a gente é, então quero ser livre para isso”, garante ela.

Leia também

No início da carreira, Patrícia não se soltava porque buscava a aprovação do pai e tinha medo de errar. Aos 41 anos, porém, a filha do patrão já se vê com mais maturidade para arriscar e assumir sua verdadeira identidade.

“Estou mais segura, desencanada, feliz e à vontade com o meu trabalho. Teve uma época que ficava preocupada com o que falava na internet e com o que o meu pai estava achando de mim na TV, mas isso já passou, graças a Deus”, diz a artista.

Para Patrícia, a vida é feita de fases, assim como no vídeo-game. “Já passei por muitas e diferentes. Agora que tenho filhos vejo que é normal a gente sempre buscar o olhar dos pais, querer um elogio. Meus filhos fazem algumas coisas e ficam me olhando. Até hoje busco esse olhar do Silvio. Só que antes eu ficava muito mais ansiosa, nervosa, preocupada”, reconhece.

De cara nova

À frente do ‘Topa ou Não Topa’, que estreia neste sábado (17), a apresentadora quer mostrar para o público que mudou e está mais solta. Em um vídeo exibido na divulgação do formato, Patrícia, que já alfinetou Luciano Huck, aparece rindo, dançando e até fazendo flexões no palco.

“Acho que está tudo com a minha cara. Esse programa é gostoso de fazer e o meu pai não poderia ter me dado um presente melhor”, diz a filha de Silvio. Fernando Pelégio, diretor artístico da emissora, também reforça a pegada divertida da moça.

“Ela está mais leve, brincalhona, despreocupada. Ela está muito dona do palco”, avalia. “A Patrícia era uma menina quando começou na TV e agora está uma mulher, uma mãe. Isso tudo está presente no palco. Quem conhece a Patricia fora daqui sabe que ela é brincalhona, fala o que pensa. No programa ela não terá formalidades”, completa o diretor Michael Ukstin.