Paramount processada por direitos autorais de "Top Gun: Maverick"

Os herdeiros do autor do artigo que inspirou o filme de 1986 "Top Gun" entraram com um processo contra a Paramount Pictures por violação de direitos autorais, de acordo com documentos judiciais.

Três décadas depois do sucesso de bilheteria original, que foi baseado em um artigo de revista de 1983 de Ehud Yonay, com o título "Top Guns", a Paramount lançou uma sequência no mês passado que lidera as bilheterias da América do Norte.

Na demanda apresentada na segunda-feira a um tribunal da Califórnia, Shosh Yonay e Yuval Yonay, a viúva e o filho do escritor que moram em Israel, alegam que os direitos autorais da história foram devolvidos a eles em 2020, "mas a Paramount ignorou isto deliberadamente".

"Os Yonays afirmam, e a Paramount nega, que a sequência de 2022, assim como o filme de 1986, é derivada da história do autor”, afirma a denúncia.

A família quer impedir que a Paramount distribua a sequência, assim como deseja uma indenização por um valor não revelado.

Um porta-voz da Paramount disse à imprensa que as alegações eram dos Yonay "não têm mérito".

"Vamos nos defender de maneira vigorosa", acrescentou

"Top Gun: Maverick" retoma a história do agora veterano piloto da Marinha americana Pete "Maverick" Mitchell, interpretado por Tom Cruise, que treina jovens pilotos para uma missão de ataque a uma instalação nuclear em um Estado inimigo.

bur-dva/je/yow/dga/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos