Para padres dos EUA, franquia Harry Potter fez número de exorcismos reais crescer

(Imagem: divulgação Warner)

A franquia Harry Potter é saudada pelos valores de companheirismo e coragem que levou a milhares de fãs no mundo todo, especialmente às crianças e jovens que cresceram juntos com os personagens. Mas nem todo mundo pensa assim. De acordo com padres ouvidos pela revista norte-americana The Atlantic, há uma relação com esses filmes e o aumento do número de exorcismos que a Igreja Católica foi chamada a fazer nos EUA durante os últimos anos.

Um exorcista que falou com a publicação sem ter a identidade revelada disse acreditar que a franquia Harry Potter fez “os norte-americanos baixarem a guarda e pensar que nem toda magia é sombria”. De acordo com seu pensamento, as pessoas se abriram mais para as forças ocultas e acabaram se tornando presas fáceis de entidades.

“Quando fui nomeado há 13 anos, provavelmente recebi cerca de 100 consultas por ano. Agora recebo cerca de 1.700 consultas por ano”, comparou o padre Vincent Lampert, exorcista oficial da Arquidiocese de Indianápolis.

Outros especialistas ouvidos pela reportagem detectaram um crescimento de interesse popular pelo sobrenatual, enquanto decai a participação geral na Igreja tradicional.

Adam Jortner, historiador da religião na vida americana da Universidade de Auburn, no Alabama, considera que “quando a a influência da principal Igreja é reduzida, as pessoas começam a se voltar para outros lugares em busca de respostas”.

A franquia Harry Potter deu origem à saga ‘Animais Fantásticos’, atualmente em seu segundo longa-metragem, em cartaz no Brasil, e que terá ainda mais três filmes.