Para evitar criar machistas em casa, cantora Alicia Keys não deixa filhos verem filmes da Disney

A cantora Alicia Keys declarou na última semana que proibiu seus filhos de assistir alguns filmes da Disney, por ter conteúdo considerado machista. Ela é mãe de dois meninos (Egypt, 6 anos, e Genesis, 10 meses) e acredita que tem como função criá-los num ambiente livre de sexismo.

Em entrevista ao The Edit, Alicia falou sobre o assunto: “Você já assistiu ao ‘Branca de Neve’ recentemente? Eu tenho medo dos clássicos – não quero que meus filhos vejam. É totalmente machista e misógino – ela está limpando a casa para sete anões. Não há nada de errado com uma mulher que resolve ficar em casa com a sua família – é um trabalho bem duro. Mas é a forma como isso é apresentado”.

Levantamentos recentes mostram que ela tem razão. Um estudo das linguistas Carmen Fought e Karen Eisenhaur, publicado em janeiro no The Washington Post, analisou os desenhos lançados pelo estúdio e viu que, em quase todos eles, são os personagens masculinos que dominam os diálogos, até mesmo nas produções que têm mulheres como supostas protagonistas.

Personagens identificados como do gênero masculinos falam 77% do tempo em ‘Mulan’, 76% em ‘Pocahontas’ e 68% em ‘A Pequena Sereia’, por exemplo. 

Segundo Carmen e Karen, os números indicam que as vozes femininas ficam relegadas a um segundo plano na maioria das vezes, o que já começa a reforçar um estereótipo machista no público infantil desde seus primeiros anos de vida. É justamente isto que Alicia Keys quer evitar.