Para americanos, show de Shakira e Jennifer Lopez no Super Bowl foi impróprio a menores

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A apresentação das cantoras Shakira e Jennifer Lopez incomodou um bom número de famílias americanas durante a transmissão do Super Bowl no início de fevereiro. Para muitos americanos, o show foi praticamente uma performance pornográfica, cheias de gestos eróticos. 

Após o show ter sido considerado pornográfico por um ativista cristão, a Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos divulgou que recebeu exatamente 1.312 reclamações formais sobre o caso. Para esse público, o show das cantoras deveria ter sido proibido para menores. 

"Metade do show da Jennifer Lopez no Super Bowl foi extremamente explícito e completamente inaceitável para um evento em que há famílias e crianças assistindo", afirmou uma moradora de Utah. 

Outro reclamante também achou a apresentação sexual demais. "Nunca vi tantas poses eróticas fora de uma revista pornográfica", disse um morador de Nova York que também se incomodou com a forma como as cantoras mexem a língua e rebolam o tempo todo. 

É da natureza das cantoras fazer apresentações de danças mais sensuais, já que, entre seus sucessos, estão músicas como  "Hips Don't Lie" e "Jenny from the Block".