Paolla Oliveira defende urnas eletrônicas e chama comportamento de Bolsonaro de 'vergonhoso'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz Paolla Oliveira, 40, usou as redes sociais nesta terça-feira (19) para criticar os ataques do presidente Jair Bolsonaro (PL) as urnas eletrônicas. Um dia antes, ele reuniu embaixadores estrangeiros para desacreditar o sistema eleitoral, fazer ameaças golpistas e atacar ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Paolla destacou que a urna eletrônica é um instrumento de coleta de voto utilizado há 26 anos. "Existe uma geração que nasceu após isso e já vota utilizando esse método eficaz, eficiente e comprovadamente seguro", escreveu a atriz no Twitter.

Sem citar nominalmente Bolsonaro e os filhos, Paolla disse que é estranho que desacreditem o sistema de votação. "Não é estranho que políticos que fizeram a sua vida e da família na esfera pública, sendo eleitos através da urna eletrônica, de repente, inventem mil lorotas para justificar a própria incompetência? É estranho e vergonhoso."

A atriz afirmou ainda em outro tuíte que o Brasil não pode virar uma piada de mau gosto para o mundo. "Isso não é brincadeira. Algo muito perigoso está acontecendo com a nossa democracia!", alertou Paolla.

Internautas comentaram que apoiadores de Bolsonaro acreditam em terra plana e duvidam de vacinas que gastaram bilhões com pesquisas. "Com os melhores cientistas do mundo trabalhando juntos para chegar ao resultado esperado, imagina se não vai duvidar da urna eletrônica, esses animais irracionais", escreveu um usuário do Twitter.

"O cara foi eleito a vida toda pela urna eletrônica e agora tá nesse close errado, mico total", comentou uma internauta. Outro usuário da rede social escreveu que querem voto em papel para fraudar a eleição. "Querem que volte o modelo de eleição do tempo em que eles conseguiam fraudar as urnas de papel, agora que os milicos não podem mais fazer isso querem voltar ao passado."

Apoiadores de Bolsonaro criticaram a postagem da atriz e questionaram se ela continua usando um celular Motorola de 1996 e o porquê de a urna não imprimir um papel confirmando o seu voto no candidato. "Qual o problema de essa mesma urna emitir um recibo? As coisas não podem evoluir?", questionou um internauta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos