Paola Carosella é acusada de dar golpe em sócios e rebate 'narrativa inventada'

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 30.11.201 - A chef de cozinha Paola Carosella. (Foto: Mastrangelo Reino/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 30.11.201 - A chef de cozinha Paola Carosella. (Foto: Mastrangelo Reino/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Foi só a chef e apresentadora Paola Carosella, 50, elogiar a beleza do jogador Fred da seleção brasileira que começou a receber críticas e acusações nas redes sociais. Porém, a briga não teve a ver com a opinião dela com relação ao atleta, mas com uma suposta passada de perna em sócios num restaurante.

No perfil dela no Twitter, após a postagem, alguns seguidores começaram a lembrar de um vídeo antigo em que Paola, então jurada do MasterChef (Band), confidenciava a Ana Paula Padrão que, após uma sociedade com sete argentinos, resolveu deixar de lado um restaurante no Brasil até que ele tivesse 30% de prejuízo para então comprar o estabelecimento.

Paola respondeu a um seguidor que disse que "bonito mesmo é desvalorizar o próprio negócio para comprar a parte dos sócios mais barato". "Não teve nada disso. Narrativa inventada por vocês . A história é outra. O vídeo que vocês pegaram tem 12 cortes", começou ela.

"O que aconteceu foi realmente o oposto. Salvei o restaurante e paguei muito bem os meus sócios", emendou a chef de cozinha.

Em outro momento, mais um seguidor, este eleitor de Jair Bolsonaro (PL), a ofendeu. "Não vai fazer parte da equipe de transição? Como empreender com dinheiro dos outros e dar o golpe?", acusou. Para ele, Paola não respondeu.

O que se viu nas postagens subsequentes foi uma série de ataques, inclusive de xenofobia. Em alguns deles, seguidores pediam para a chef "voltar para a sua terra", pois o povo argentino estaria "morrendo e fome".