Pamela Anderson acusa ator de assédio sexual em set de série: “Me mostrou o seu pênis”

Reprodução
Reprodução

Através de seu livro autobiográfico que será lançado no dia 31 de janeiro, Pamela Anderson, atriz que ficou conhecida por produções como S.O.S. Malibu, Showgirls e Todo Mundo em Pânico 3, acusa o ator e comediante Tim Allen de a assediar sexualmente, durante as gravações da série Home Improvement, na década de 1990.

O trecho de Love, Pamela foi compartilhado em primeira mão pela Variety, que teve acesso ao material antes de seu lançamento. Segundo a obra, o incidente teria ocorrido em 1991, durante as filmagens do sitcom, quando a atriz tinha 23 anos de idade e Allen 37.

“No primeiro dia de filmagem, saí do meu camarim e Tim estava no corredor de roupão. Ele abriu o roupão e me mostrou o seu pênis — completamente nu por baixo. Ele disse que era justo, porque ele tinha me visto nua. ‘Agora estamos quites’, falou. Eu ri desconfortavelmente”, afirmou a estrela em sua biografia.

A fala de Allen vai de encontro ao ensaio que Anderson fez para a revista Playboy, dois anos antes do suposto acontecimento, em 1989. Na época, apesar de estar começando a fazer sucesso em Hollywood, a atriz já era conhecidamente sex symbol por todo os Estados Unidos.

Em resposta à acusação, Tim Allen liberou uma declaração para a Variety que nega o ocorrido: “Não, nunca aconteceu. Eu nunca faria algo assim.”

Provavelmente, o trecho revelador será apenas um entre muitos do livro, que aborda a ascensão de uma atriz com uma carreira lotada de polêmicas. Nascida em uma pequena cidade da Ilha de Vancouver, no Canadá, Pamela tornou-se uma das mulheres mais famosas do mundo.

NOVA SÉRIE BIBLIOGRÁFICA TAMBÉM ESTÁ EM PRODUÇÃO

Após o estrondoso sucesso da série do Star+, Pam & Tommy, Anderson foi a público para externalizar todo o seu descontentamento com a produção, afirmando que a mesma apresenta "um milhão de interpretações erradas".

Com base nisso, a musa de Baywatch confirmou em seu Instagram que vai participar de um novo projeto em formato de documentário dirigido por Ryan White (The Keepers), ao qual pretende contar sua verdadeira história.

Uma fonte próxima à estrela disse à Entertainment Weekly que “Pamela vai se concentrar em seu documentário para trazer sua versão dos fatos de forma exclusiva, a partir de imagens de arquivo inéditas e diários pessoais”.

O filho da atriz e Tommy Lee, Brandon Thomas Lee, vai atuar como produtor junto de White, Jessica Hargrave (The Keepers) e Julia Nottingham (A Disputa do Natal). A produção será disponibilizada pela Netflix, ainda sem data de estreia definida.

Leia o artigo em AdoroCinema

Pamela Anderson não descarta participação em remake de Baywatch com Zac Efron e Dwayne Johnson

Pam & Tommy: Lily James defende cenas de sexo com Sebastian Stan na nova série do Star+

"Deixamos de pensar neles como seres humanos", diz Sebastian Stan sobre a famosa sex tape de Pam & Tommy

Pamela Anderson prepara documentário para Netflix em resposta à série Pam & Tommy: "Um milhão de interpretações erradas"