Palmeiras terá memorial onde irá expor taça da Copa Rio-51

Jogadores do Palmeiras recebem troféu da Copa Rio das mãos do então prefeito de São Paulo, João Carlos Vital

A WTorre, responsável por erguer o Allianz Parque, já identificou um local para erguer o memorial do Palmeiras, uma das mais antigas e recorrentes demandas de conselheiros e torcedores do clube. Após mapear a viabilidade de todos os espaços disponíveis, a construtura definiu que o local ideal fica no primeiro andar da arena, em um espaço próximo ao salão onde são organizadas as entrevistas coletivas.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Os planos prevêem que o memorial conte com uma loja de memorabília do clube, que poderá ser visitada por quem fizer um tour pelo estádio, além de um espaço onde poderão tomar um café ou fazer um lanche. Trata-se de uma iniciativa com potencial para reverter em uma fonte adicional de receita para o Palmeiras.

Leia também:

A construção de um memorlal para acolher troféus e outras importantes peças da história do clube também representará economia, pois atualmente as peças repousam em um depósito, o que implica em custos. Há anos que o material, inclusive a taça orignal da Copa Rio-51 (uma réplica permanece no clube), que chegou a ser reconhecida como Mundial pela Fifa, conforme ata da entidade que o blog revelou, não é exposto.

Clube e construtora vivem um bom momento, apesar de a resolução de alguns pontos ainda desalinhados entre as partes estar a cargo da Câmara de Arbitragem e Conciliação da Fundação Getúlio Vargas.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter