Palácios de gelo deslumbram no Festival chinês de Harbin

·1 minuto de leitura
Esculturas de gelo no festival de Harbin, na província de Heilongjiang (China)

Gigantescos labirintos de neve, torres de gelo iluminadas e palácios de vidro criados de grandes blocos de gelo deslumbram os visitantes do Festival Anual do Gelo de Harbin, na China. 

As paisagens de sonho gelado atraíram milhões de visitantes ao longo dos anos para esta cidade do nordeste da China, que deu início ao festival na terça-feira (6), apesar dos pequenos surtos de covid-19 no país.

Os preparativos para este festival anual começam com semanas de antecedência, quando os trabalhadores extraem milhões de metros cúbicos de gelo da superfície do rio Songhua durante longos e exaustivos turnos.

Paredes de gelo esculpidas na forma de uma flor gigante foram iluminadas na noite de terça-feira, quando o festival foi inaugurado.

Os Jogos de Inverno de Pequim de 2022 levaram à promoção de esportes de inverno e turismo em toda China. Na última década, o número de estações de neve chinesas quase quadruplicou.

A China conseguiu controlar, em grande medida, as infecções por coronavírus e, nos últimos meses, os locais de entretenimento e cultura começaram a ser reabertos. 

Pequenos focos em várias cidades levaram as autoridades, porém, a intensificar os testes e as restrições de viagens. 

Este ano, os visitantes do festival terão de exibir um "código sanitário" em um aplicativo de rastreamento de contatos e terão sua temperatura verificada antes de entrarem no local.

tjx/apj/qan/pc/zm/tt