Pai de Gabriel Diniz fala sobre pressentimento antes da tragédia: 'Não tive coragem de falar'

O músico Gabriel Diniz (Foto: Reprodução/ Instagram)

Por Bárbara Saryne e Rosália Vasconcelos

Desde o momento em que a morte de Gabriel Diniz foi anunciada, o pai do artista tem conversado com a imprensa sobre a perda. Durante o velório, nesta terça-feira (28), Francisco Diniz revelou que teve um pressentimento antes da queda do avião de pequeno porte em Sergipe, mas preferiu não falar ao filho.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

"Ele disse: 'Painho, eu ia de carro, mas vai gastar muito tempo e aí a gente contatou uma empresa aqui. Eu fechei um voo que vai comigo. Vou de carro até Feira de Santana. Vou ao médico e depois a gente vai se encontrar aí’”, contou.

Leia também

Segundo Francisco, assim que GD falou como seria sua viagem o coração de pai bateu mais forte. “Confesso que senti que isso iria acontecer. Senti e não tive coragem de falar isso para ele ou para alguém porque ele era muito forte. Ele ia dizer: 'Não painho. Isso é brincadeira. Isso não existe", relatou Diniz.

Ainda na cerimônia, o pai do artista desmentiu o boato sobre uma possível gravidez de Karoline Calheiros. Segundo o rapaz, tudo ainda parece um pesadelo e o que tem ajudado a encarar a realidade é pensar na alegria que o filho sempre teve.

“A gente não quer acreditar. Mas tenho certeza que o Gabriel está em um bom lugar porque ele sempre fez a política da boa vizinhança. Sempre teve um coração grande. Isso vai fazer muita falta. Estou anestesiado”, disse Francisco.

Pais e namorada de Gabriel Diniz se despedem do músico (Foto: Steven Ellison/Brazil News)

A despedida

O velório do músico Gabriel Diniz, 28, no ginásio poliesportivo Ronaldo Cunha Lima, em João Pessoa (PB), reuniu cerca de 20 mil pessoas, de acordo com dados da Polícia Militar da Paraíba, e foi marcado pela emoção, além de uma breve chuva que caiu no local. Amigos, familiares e fãs choraram muito durante os aplausos de despedida. Confira as imagens do velório.

O corpo do músico seguiu em cortejo ao som de ‘Amigos para Sempre’, de Agnaldo Rayol, no caminhão do Corpo de Bombeiros para o Cemitério das Acácias, onde foi enterrado às 17 horas. A cerimônia foi fechada aos familiares e amigos.

‘Era um cara diferenciado’

Compadre, amigo e sócio de Gabriel Diniz, Wesley Safadão se despediu de GD entoando versos de 'Paraquedas’ um feat de Gabriel Diniz com a dupla Jorge e Matheus.

“Estou tentando explicar o que estou sentindo neste momento. Quando vi o Gabriel pela primeira vez, vi que ali tinha um cara especial. Agradeço a Deus que ele tenha aparecido na minha vida”, disse o músico aos prantos.

“Se eu já achava que ele era especial, agora mais do que nunca tenho certeza. Ele vivia o seu melhor momento profissionalmente. Lembro que nas últimas vezes ele disse: 'Chegou minha vez agora. Vou trabalhar mais ainda e vou realizar os meus sonhos'. Ele era um cara diferenciado”, afirmou Wesley.

Na sequência, elogiou o modo como Gabriel levava a vida e afirmou que o cantor vai fazer muita falta daqui pra frente. “Você será lembrado com seu sorriso, com a sua alegria e por tudo o que você fez. A mensagem que você deixa para mim é que temos que viver nossa vida intensamente”, declarou o artista.