Pai de Britney Spears acusa mãe da artista de explorar trauma da filha

Redação Vida e Estilo
·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução/Instagram (@britneyspears)
Foto: Reprodução/Instagram (@britneyspears)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os pais da cantora Britney Spears, 39, travam uma batalha judicial que está longe do fim. Jamie, 68, rebateu as acusações feitas pela mãe da artista, Lynne, 65, em documentos judiciais e alegou que ela "explora" a dor e o trauma da filha. 

Lynne havia questionado o valor solicitado pela equipe do ex-marido que seria destinado para cobrir as despesas com honorários advocatícios. Segundo a People, o escritório de advocacia Holland & Knight, que representa Jamie, pediu que o processo fosse anulado. 

Leia também

A mãe da artista questionou na Justiça a taxa de US$ 890 mil, cerca de R$ 4,8 milhões na cotação atual, por quatro meses de trabalho do escritório de advocacia. Para Lynne, as despesas eram "substantivamente desproporcionais". 

A empresa alega que as acusações da mãe da cantora têm "viés de evidência", e defendem o valor pago a eles devido a "questões de mídia". Além disso, eles também afirmam que Jamie é um pai "extremamente amoroso". 

"Apesar de não ter nenhum envolvimento com a tutela da sua filha nos últimos anos, Lynne Spears está fazendo reivindicações como se fosse uma parte diretamente envolvida no litígio [o que ela não é]", afirma o documento. 

Os advogados do pai da artista ainda afirmam que a mãe não está "agindo no melhor interesse" da cantora e que ela "não tem conhecimento" sobre as taxas cobradas. "A matemática de Lynne Spears de dividir as taxas totais por quatro [para calcular as taxas por emissão] é ridícula", começam. 

"Desmente sua ignorância sobre a natureza complexa do Conservatorhip Estate e as questões que precisavam ser abordadas pela H&K [Holland & Knight] para uma defesa adequada do Sr. Spears de alegações capciosas que ameaçaram manchar sua reputação como um pai amoroso e atencioso que não tem nada a esconder". 

Eles seguem dizendo que Jamie "foi leal e extremamente amoroso com sua filha, procurou protegê-la e administrar suas finanças para que ela pudesse viver sua vida do jeito que ela quer". O escritório ainda atacou Lynne, acusando-a de já ter explorado Britney. 

"Embora o tutor e seu advogado tenham sido muito cautelosos, limitados e atenciosos ao lidar com a mídia [muito longe de qualquer 'turnê nacional da mídia'], Lynne Spears é quem explorou a dor e o trauma de sua filha para fins pessoais e lucrar com a publicação de um livro sobre a cantora", disseram fazendo referência ao livro "Through the Storm", escrito pela mãe da cantora em 2008.