S&P 500 termina em baixa com queda da Apple e mercado na expectativa por discurso de Powell

Entrada da Bolsa de Nova York

Por Shreyashi Sanyal e Noel Randewich

(Reuters) - O S&P 500 encerrou em queda nesta terça-feira, com perdas na Apple e na Amazon, um dia antes de um discurso do presidente do Federal Reserve dos EUA, Jerome Powell, que pode fornecer dicas sobre a magnitude de futuros aumentos nas taxas de juros.

Os investidores também se concentraram nos recentes protestos contra as restrições da Covid-19 na China, que afetou inclusive a maior fábrica de iPhone do mundo.

O S&P 500 caiu 0,16%, para 3.957,60 pontos, enquanto o Nasdaq Composite recuou 0,59%, para 10.983,78 pontos. O Dow Jones teve variação positiva de 0,01%, para 33.852,13 pontos.

As ações da Apple caíram 2,1%, na quarta sessão consecutiva de queda.

Powell deve falar em um evento da Brookings Institution na quarta-feira sobre as perspectivas para a economia e o mercado de trabalho dos EUA. Os investidores estarão procurando pistas sobre quando o Fed irá desacelerar o ritmo de seus aumentos agressivos nas taxas de juros.

"Ninguém está disposto a comprar antes de amanhã com Powell falando. Todos estão nervosos com o que ele vai dizer", disse Ron Saba, gerente sênior de portfólio da Horizon Investments em Charlotte.

As ações da Amazon, Nvidia e Tesla caíram mais de 1% cada.

O índice de referência S&P 500 está caminhando para seu segundo mês consecutivo de ganhos em novembro, em meio a apostas de que as recentes leituras de inflação mostrando um leve arrefecimento nos preços levarão o Fed a reduzir a escala de seus aumentos nas taxas de juros.