Owen Roizman, diretor de fotografia de 'O Exorcista', morre aos 86 anos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O renomado diretor de fotografia Owen Roizman morreu aos 86 anos após passar por um "longo período doente", segundo uma publicação da American Society of Cinematographers, que não deu mais detalhes sobre a morte.

Roizman foi cinco vezes indicado ao Oscar por seu trabalho --pelos filmes "Operação França", "O Exorcista", "Rede de Intrigas", "Tootsie" e pelo faroeste "Wyatt Earp". Em 2017, ele ainda foi homenageado com um Oscar honorário por suas contribuições ao cinema ao longo da vida.

Duas décadas antes, em 1997, Roizman já havia recebido outro prêmio pelo conjunto da obra pela mesma American Society of Cinematographers que anunciou sua morte.

O americano também foi indicado para um Emmy pela fotografia do especial "Liza com Z", de Liza Minnelli, em 1972, além de trabalhar com o diretor Sydney Pollack em obras como "Três Dias do Condor", "O Cavaleiro Elétrico" e "Havana".

Antes de Pollack, no entanto, o diretor de fotografia estreitou laços com William Friedkin, com quem trabalharia em "Operação França" e o clássico "O Exorcista".