Overdose, pedofilia, violência e racismo: elenco de 'Glee' e suas polêmicas

Cory, Lea, Mark e Naya trabalharam juntos em 'Glee' (Getty Images)

Se você era jovem ou adolescente há cerca de 10 anos com certeza conhece ‘Glee’, nem que seja só as versões musicais. Mas os bastidores e as relações criadas após a série, que foi exibida entre 2009 e 2015, são repletos de polêmicas.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

Naya Rivera

Naya Rivera em novembro de 2019 (Photo by David Livingston/Getty Images)

A atriz desapareceu nesta quarta-feira (8) após passear de barco com o filho, de quatro anos, no Lago Piru. Dada como morta pela polícia local após 20 do sumiço, os esforços são para encontrar o seu corpo. Mais de 80 pessoas estão engajadas em localizá-la para dar conforto à sua família.

Leia também

Ryan Dorsey

Naya Rivera e Ryan Dorsey (R) em 2016 (Photo by Paul Archuleta/FilmMagic)

Pai o filho de Naya, Josey, eles foram casados por três anos foi vítima de violência doméstica. A atriz foi presa após bater na cabeça e no rosto dele e pagou cerca de R$ 5 milhões de fiança para ser julgada em liberdade. À época eles entraram com um pedido de divórcio que foi concluído só em 2018. A guarda do filho era compartilhada, não havia pagamento de pensão e o rapaz decidiu não levar a frente o processo de agressão.

Cory Monteith

Cory Monteith (Photo by FOX Image Collection via Getty Images)

Protagonista da trama, Cory morreu aos 31 anos, em 2013, de overdose. Seu corpo foi encontrado em um hotel de Vancouver, no Canadá, sua terra natal. Ele lutava há alguns anos contra as drogas e o álcool escondido do público. Ele ganhou uma homenagem ainda durante a exibição da trama.

Mark Salling

Mark Salling (Photo by Paul Archuleta/FilmMagic)

O Puck dá série morreu em 2018. Seu corpo foi encontrado pendurado em uma árvore, enforcado, um mês após dele se declarar culpado por pedofilia. Em 2015 a polícia encontrou em seu notebook cerca de 50 mil fotos e vídeos de crianças em situações sexuais e outras quatro mil imagens em um pen drive. Ele já havia tentado se matar no mesmo ano cortando os pulsos, mas foi resgatado e socorrido a tempo.

Lea Michelle

Lea Michele (Photo by Gary Gershoff/Getty Images)

Também protagonista, ao lado de Cory, ela seguiu a carreira de cantora após o fim da série e foi exposta recentemente por praticar racismo e bullying com colegas de elenco e produção durante as gravações. Fãs contam que ela reclamava com a direção do canal para que Naya Rivera e Amber Riley não tivessem tanto destaque com solos nas canções como ela.

Este ano, durante os protestos sobre racismo e a morte de George Floyd, Samanta Marie Ware, que viveu Jane Hayward, acusou Lea de racismo. Michele pediu desculpas publicamente pelo que pode ter feito e para as pessoas que feriu.