Oscar tem 'Mank' na liderança e indicação póstuma a Chadwick Boseman

·3 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pela entrega do Oscar, anuncia na manhã desta segunda (15) os indicados à 93ª edição do prêmio, que está marcado para o dia 25 de abril, dois meses mais tarde do que o habitual, devido à Covid-19. Justamente por causa da pandemia, a cerimônia deve seguir a linha da festa do Globo de Ouro, que aconteceu no mês passado, numa versão híbrida com partes presenciais e outras, virtuais. O Brasil ficou de fora da disputa pelo Oscar de filme internacional, pelo 22º ano consecutivo. O país tentava uma vaga com o documentário "Babenco: Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer Parou", de Bárbara Paz, mas já tinha perdido as chances no mês passado, com a divulgação de uma lista de pré-indicados na categoria. Confira abaixo os indicados à 93ª edição do Oscar. Melhor filme “Nomadland” “Os 7 de Chicago” “Minari” “Bela Vingança” “O Som do Silêncio” “Meu Pai” “Judas e o Messias Negro” “Mank” Melhor direção Chloé Zhao, “Nomadland” Lee Isaac Chung, “Minari” Emerald Fennell, “Bela Vingança” David Fincher, “Mank” Thomas Vinterberg, "Druk" Melhor ator Chadwick Boseman, “A Voz Suprema do Blues” Anthony Hopkins, “Meu Pai” Riz Ahmed, “O Som do Silêncio” Steven Yeun, “Minari” Gary Oldman, “Mank” Melhor atriz Carey Mulligan, “Bela Vingança” Frances McDormand, “Nomadland” Andra Day, “The United States vs. Billie Holiday” Viola Davis, “A Voz Suprema do Blues” Vanessa Kirby, “Pieces of a Woman” Melhor ator coadjuvante Daniel Kaluuya, “Judas e o Messias Negro” Leslie Odom Jr., “Uma Noite em Miami” Sacha Baron Cohen, “Borat: Fita de Cinema Seguinte” Lakeith Stanfield, “Judas e o Messias Negro” Paul Raci, “O Som do Silêncio” Melhor atriz coadjuvante Youn Yuh-jung, “Minari” Olivia Colman, “Meu Pai” Glenn Close, “Era uma Vez um Sonho” Maria Bakalova, “Borat: Fita de Cinema Seguinte” Amada Seyfried, "Mank" Melhor roteiro adaptado “Nomadland” “Uma Noite em Miami” “Meu Pai” “Borat: Fita de Cinema Seguinte” “O Tigre Branco​ Melhor roteiro original “Os 7 de Chicago” “Bela Vingança” “Minari” “O Som do Silêncio” “Judas e o Messias Negro" Melhor figurino “A Voz Suprema do Blues" “Mulan” “Emma” “Mank” "Pinóquio" Melhor trilha sonora “Relatos do Mundo” “Soul” “Mank” "Destacamento Blood" "Minari" Melhor curta-metragem “Two Distant Strangers” “The Letter Room” “Feeling Through” “Da Yie” "The Present" Melhor curta-metragem em animação “Se Algo Acontecer... Te Amo” “Genius Loci” "Yes People" “Opera” “Toca" Melhor som “O Som do Silêncio” “Relatos do Mundo” "Soul" “Mank” "Greyhound" Melhor animação “Soul” “Wolfwalkers” “Dois Irmãos” “A Caminho da Lua” “Shaun, o Carneiro: A Fazenda Contra-Ataca Melhor fotografia “Nomadland” “Mank” “Relatos do Mundo” “Os 7 de Chicago” "Judas e o Messias Negro" Melhor documentário “Time” “Crip Camp: Revolução pela Inclusão” “My Octopuss Teacher” “Collective” "The Mole Agent" Melhor documentário em curta-metragem “A Concerto Is a Conversation” “Uma Canção para Latasha” "Colette" "Do Not Split" "Hunger Ward" Melhor montagem “O Som do Silêncio” “Os 7 de Chicago” "Meu Pai" "Nomadland" "Bela Vingança" Melhor filme internacional “Druk - Mais uma Rodada” (Dinamarca) "Better Days" (Hong Kong) “Quo Vadis, Aida?” (Bósnia e Herzegovina) “The Man Who Sold His Skin” (Tunísia) “Collective” (Romênia) Melhor cabelo e maquiagem “A Voz Suprema do Blues” “Pinóquio" "Mank" “Era uma Vez um Sonho” "Emma" Melhor canção original “Speak Now”, de “One Night in Miami” “Io Si (Seen)”, de “Rosa e Momo” “Fight for You”, de “Judas e o Messias Negro” "Hear my Voice", "Os 7 de Chicago" "Husavik", "Eurovision Song Contest" Melhor design de produção “Mank” “Relatos do Mundo” “Tenet” "Meu Pai" "A Voz Suprema do Blues" Melhores efeitos especiais “Tenet” “O Céu da Meia-Noite” "Love and Monsters" "Mulan" "O Grande Ivan"