Oscar 2021 | Nomadland e outros 5 filmes dirigidos por mulheres que foram indicados a Melhor Direção

·3 minuto de leitura

Em quase 100 anos de premiação, a Academia indicou apenas sete mulheres na categoria Melhor Direção do Oscar. Deste seleto grupo feminino, apenas uma foi reconhecida e levou o prêmio.


Mas agora em 2021, na 93ª edição, Chloé Zhao, por Nomadland, e Emerald Fennell, por Bela Vingança, foram indicadas na categoria. E assim, a Academia “faz história”. Desde 2016, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas montou uma iniciativa para o aumento da participação de mulheres e minorias, porém, o Oscar ainda é composto por uma maioria masculina, especialmente em direção.


Confira abaixo os cinco filmes das diretoras indicadas na categoria:


Pasqualino Sete Beleza (1975)

Dirigido por Lina Wertmüller, o filme gira em torno do italiano Pasqualino Frafuso, que abandona o exército durante a 2ª Guerra Mundial, e é capturado pelos alemães e enviado a um campo de concentração. Lá, ele lembra de sua família, suas sete irmãs e diversos conflitos mostrados em flashbacks. A diretora não levou o prêmio.


O Piano (1993)

Dirigido por Jane Campion, a história se passa durante a época vitoriana, antes mesmo da colonização da Nova Zelândia, Ada McGrath, uma mulher que parou de falar desde os seis anos e se mudou para lá. Junto de sua filha, conhece seu futuro marido, com o qual não simpatiza muito. E após se interessar por outro homem, o ensina a tocar piano.


Encontros e Desencontros (2003)

Dirigido e escrito por Sofia Coppola, ele mostra a história de Bob Harris (Bill Murray), uma estrela de cinema decadente que está em Tóquio para fazer um comercial. Charlotte (Scarlett Johansson) está acompanhando seu marido, que a deixa muito sozinha. Sentindo-se solitários e sofrendo com as diferenças culturais, eles se encontram por acaso e vão juntos rodar por Tóquio para mudar os ânimos.


Encontros e Desencontros está disponível no Telecine.


Guerra ao Terror (2008)

JT Sanborn, Owen Eldridge e Matt Thompson integram o esquadrão antibombas do exército americano em missão no Iraque. Eles trabalham na destruição de um explosivo, para que seja detonado sem atingir alguém. Entretanto, um erro faz com que o artefato exploda e mate Thompson. Em seu lugar é enviado o sargento William James, que possui muito sangue-frio, o que incomoda Sanborn. Apesar disto, o trio segue na ativa, tendo consciência de que cada dia concluído de trabalho é um dia a mais de vida.


Kathryn Bigelow foi a primeira (e até então, única) a ganhar a estatueta na categoria Melhor Diretor(a) por ter dirigido Guerra ao Terror.


Guerra ao Terror está disponível no Amazon Prime Video.


Lady Bird: A Hora de Voar (2017)

Dirigido por Greta Gerwig, a história mostra a vida de Christine “Lady Bird” McPherson, uma adolescente que está no último ano do colégio e o que mais deseja é ir fazer faculdade longe de Sacramento, Califórnia, ideia rejeitada por sua mãe. Lady Bird, como a garota de forte personalidade exige ser chamada, não se dá por vencida e leva o plano de ir embora adiante mesmo assim. Enquanto a hora não chega, ela se divide entre as obrigações estudantis no colégio católico, o primeiro namoro, típicos rituais de passagem para a vida adulta e inúmeros desentendimentos com a progenitora.