Os 10 piores filmes que já ganharam o Oscar

Os 10 piores filmes premiados no Oscar. Foto: Reprodução/Imdb

Por Diego Olivares

Todos os profissionais da indústria de Hollywood sonham em colocar aquele selo de ganhador do Oscar em seus currículos, como um atestado de reconhecimento. Porém, as 91 edições do prêmio da Academia realizadas até aqui mostram que nem sempre o prêmio é capaz de salvar a reputação de um filme. 

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Muito pelo contrário: não faltam ocasiões em que uma estatueta dourada entregue a uma obra de qualidade duvidosa entrou para a história pela ironia não-intencional. Listamos abaixo 10 longas-metragens cujas vitórias em qualquer categoria do Oscar não escondem o fato de serem produções abaixo da média e, na maioria dos casos, totalmente esquecíveis.

Leia também

Esquadrão Suicida

Esquadrão Suicida ganha como melhor maquiagem (Foto: Ian West/Getty Images)

Considerado um dos piores filmes inspirados em personagens de quadrinhos dos anos recentes, o longa pode se gabar de ter levado para casa um Oscar, feito ainda raro para produções do gênero. A vitória foi na categoria melhor maquiagem, em 2017.

Pearl Harbor

Massacrado pela crítica, o filme que mistura romance e cenas da 2ª Guerra Mundial conquistou nada menos do que quatro indicações ao Oscar em 2002: melhores efeitos especiais, melhor canção original, melhor som e melhor edição de som, categoria na qual venceu o prêmio.

A Bússola de Ouro

Com o final da trilogia ‘Senhor dos Anéis’, diversas adaptações da literatura de fantasia tentaram pegar o vácuo e repetir o sucesso de bilheteria da saga dirigida por Peter Jackson. ‘A Bússola de Ouro’ foi uma delas, mas o fiasco com o público foi tão grande que a planejada franquia parou no primeiro filme. Como consolação, os responsáveis podem dizer que bateram o imponente ‘Transformers’ no Oscar de melhores efeitos especiais, em 2008.

O Lobisomem

A lenda do homem que se transforma numa criatura terrível, meio humana e meio lobo, já rendeu diversos clássicos do cinema. Não é o caso da versão de 2010, que, mesmo com Benicio Del Toro e Anthony Hopkins no elenco, foi um fracasso definido pelo então presidente do estúdio Universal como “um dos piores filmes que já fizemos”. Venceu o Oscar de melhor maquiagem.

Um Sonho Possível

Um sonho possível. Foto: Reprodução/Imdb

Sandra Bullock é a própria Miss Simpatia de Hollywood, e só isso explica esse filme ter rendido a ela o Oscar de melhor atriz em 2010. Desvirtuando a história real de um garoto negro pobre que se tornou jogador da NFL, o longa transforma o personagem do atleta num rapaz abobalhado e dá todo o enfoque na mulher branca que o “salvou”.

Os Miseráveis

Sucesso absoluto na Broadway, o musical ganhou em 2012 uma adaptação para a tela grande extremamente melosa e, em certos momentos, de doer os ouvidos. Dirigido por Tom Hopper (que mais tarde cometeria o ainda pior ‘Cats’), o filme foi indicado a 8 Oscars, e ganhou em três categorias: melhor mixagem de som, melhor maquiagem e melhor atriz coadjuvante, para Anne Hathaway.

Conduzindo Miss Daisy

Conduzindo Miss Daisy. Foto: Reprodução/Imdb

Três décadas antes do discutível prêmio de melhor filme ir para ‘Green Book - O Guia’, no ano passado, este outro filme que prefere uma açucarada conciliação ao enfrentamento contundente das questões raciais nos EUA já havia conquistado o Oscar. A escolha fica ainda mais indefensável pelos concorrentes em 1990, como ‘‘Sociedade dos Poetas Mortos’ e ‘Nascido em 4 de Julho’, ambos bem mais lembrados até hoje do que o próprio vencedor. 

O Artista

Filmado em preto e branco, sem diálogos e com uma história completamente banal. Só uma overdose de nostalgia por parte dos votantes explica a vitória de ‘O Artista’ no Oscar de 2012. Além da categoria principal, o filme ainda levou os troféus de melhor trilha sonora, melhor figurino, melhor direção (Michel Hazanavicius) e melhor ator (Jean Dujardin).

A Volta ao Mundo em 80 Dias

Para muitos, trata-se do pior vencedor do Oscar de melhor filme desde a criação do prêmio. Inspirado no livro de Júlio Verne, o longa lançado em 1956 teve diversos problemas durante sua filmagem, que resultaram numa trama confusa e personagens mal-acabados. Mesmo assim, bateu a concorrência de ‘Assim Caminha a Humanidade’ e ‘Os Dez Mandamentos’ na categoria principal e ainda levou outros quatro troféus: melhor trilha sonora, melhor edição, melhor fotografia e melhor roteiro adaptado.

Melodia da Broadway

As escolhas infelizes da Academia vêm de longa data. Já na 2ª edição do evento, em 1930, comovidos pela recente invenção do cinema falado, os votantes deram o prêmio de melhor filme a este musical hoje tido pelos estudiosos apenas como constrangedor.