Orgasmo feminino: como saber se você já teve um

·5 minuto de leitura
Happy woman with her head thrown back and a beaming wide smile of pleasure with closed eyes over grey with copy space
Happy woman with her head thrown back and a beaming wide smile of pleasure with closed eyes over grey with copy space

Resumo da notícia:

  • Mulheres são as que mais têm dificuldade para ter ou reconhecer um orgasmo

  • Confira os motivos que podem dificultar o orgasmo feminino

  • E ainda mitos, verdades e curiosidades sobre este "fenômeno"

Inúmeras pesquisas analisam a relação entre mulheres, sexo e orgasmo, e muitas já evidenciaram que no sexo entre pessoas heterossexuais e cisgênero, é a mulher quem tem mais dificuldade para chegar lá. Mais de 80% das mais de mil participantes de uma pesquisa publicada em 2017 pelo Journal of Sex and Marital Therapy avaliaram que não conseguem ter um orgasmo só com penetração. 

Na prática, isso significa que o básico, o "papai e mamãe" na relação, não está dando certo

Leia também:

E pode ir além disso também, já que boa parte das mulheres nem sabe identificar um orgasmo. De acordo com uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP), 55,6% das mulheres não sabe identificar quando teve um orgasmo. 

Você pode entender um pouco mais abaixo, no compilado que o Yahoo preparou para te explicar mitos, verdades e curiosidades sobre o orgasmo feminino.

Toda mulher pode ter um orgasmo?

A capacidade de ter um orgasmo não é definida por um único elemento, então na teoria toda mulher pode, sim, ter um. Mas é claro que existem variações externas que podem influenciar na hora do sexo e criar um bloqueio que não permita esse ápice. 

Uma mulher que não tem uma boa relação com seu corpo, se sente insegura no sexo, ou que não tem intimidade com o parceiro, está infeliz no relacionamento, ou até que sente dor durante a relação pode ter dificuldade para ter um orgasmo. Traumas sexuais também pode ser um motivo.

Quanto tempo uma mulher demora para ter um orgasmo

O tempo de duração da relação sexual também pode ser a resposta para nossa pergunta primordial: por que ela não gozou?

Talvez a mulher não tenha sido estimulada por tempo suficiente para chegar lá. Acontece que as mulheres demoram, em média, de 15 a 20 minutos para ter um orgasmo durante o sexo. Esse número é bem discrepante da satisfação masculina, já que 75% dos homens gozam depois de 2 minutos de sexo. E se esses 2 minutos forem só de penetração, é aí mesmo que elas podem não sentir nada mesmo.

Por que algumas mulheres não têm orgasmos com penetração?

O primeiro passo para entender porque o que é mais prazeroso para o homem pode não ser o mais prazeroso para as mulheres é a anatomia básica. O canal vaginal é um tecido elástico que mede entre 8 e 12 centímetros. Quanto mais fundo, menor a sensibilidade.

Os primeiros 3 cm da vagina é onde está concentrada a maior parte de terminações nervosas, então é o local mais sensível. Ainda assim, a chave para o orgasmo feminino não está na vagina, e sim no clitóris.

É aquele botãozinho que pode fazer a mágica acontecer, então é preciso sair da caixinha e parar de achar que não faz diferença estimular ou não o clitóris, ou que não tem problema esquecer dele ali durante a penetração.

Vale lembrar que a parte visível do clitóris é só a ponta do iceberg. Na verdade, esse órgão mede até 10 cm, é enraizado pelos lábios vaginais e tem o dobro de terminações nervosas do pênis. Pois é!

Por que mulheres não conseguem reconhecer um orgasmo

Bom, essa pergunta não tem uma única resposta. Isso pode variar da falta de educação sexual e conhecimento do próprio corpo a até a própria variedade que é o orgasmo feminino. Acontece que a sensação pode ser diferente e única para cada mulher, por isso fica difícil de identificar quando aconteceu.

Mas, ainda assim, existe uma série de sinais que podem indicar que uma mulher está chegando ou chegou lá. 

São eles:

  • Respiração e batimentos cardíacos acelerados

  • Mamilos mais enrijecidos

  • Arrepios

  • Vulpa pulsando

  • Clitóris hipersensível

  • Calor na região da vulva

  • Tremores pelo corpo 

  • Contrações rítmicas e involuntárias no canal vaginal

Toda mulher ejacula quando goza?

A ejaculação feminina, também conhecida como squirting, é rara. Ela é possível somente para cerca de 3% da população feminina. Ela pode acontecer durante o sexo, mas não existe uma regra. Por exemplo, não é porque uma mulher ejaculou uma vez que isso vai se repetir em todas as vezes que fizer sexo.

Os especialistas ainda não sabem tudo sobre a ejaculação feminina. Eles acreditam, no entanto, que o líquido liberado no orgasmo seja produzido nas glândulas de skene, conhecidas também como próstata feminina. A teoria é que as contrações dos músculos vaginas durante o orgasmo pressione essas glândulas, e elas liberem o líquido. Falamos mais sobre o assunto aqui

Mulheres só têm orgasmos durante o sexo?

Apesar de algumas mulheres terem dificuldade para ter um orgasmo durante a relação sexual, pode acontecer de ter um orgasmo em um lugar ou situação inusitado. 

1 em cada 10 mulheres, por exemplo, experimentam o orgasmo induzido por exercícios físicos, conhecido como coreorgasno. Ou seja, a mulher está ali, na academia ou no parque se exercitando quando vem o prazer intenso que leva a um orgasmo

Isso acontece por uma questão fisiológica e tem haver com o core, um conjunto de músculos que ficam próximos ao umbigo e que incluem o assoalho pélvico onde ficam a vagina e o ânus. Alguns exercícios podem estimular essa região, exigindo flexão e relaxamento dos músculos, o que causa uma maior circulação sanguínea na área e consequentemente aumenta a sensibilidade dos genitais.

Além disso, algumas poucas mulheres também podem experienciar o orgasmo durante o parto. Isso mesmo! Algumas grávidas revelaram que tiveram orgasmo rápido durante o nascimento do bebê, enquanto ele saía pelo canal vaginal. Entenda no vídeo abaixo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos