Organizadores dos protestos do dia 15 avaliam que podem cancelar atos

(Foto: Reuters)

Organizadores das manifestações de domingo (15) em apoio ao governo de Jair Bolsonaro avaliam cancelar os eventos em razão dos últimos episódios de coronavírus. “Tudo mudou de ontem para hoje”, falou Marcos Bellizia, do Nas Ruas. As informações são da Folha de S.Paulo.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Até o início da semana, a chance de cancelar os atos, que devem protestar contra o Congresso e Judiciário, era remota.

Leia também:

Leia também:

Antes da piora na situação, agora classificada como pandemia pela Organização Mundial da Saúde, os movimentos buscavam um aval do Ministério da Saúde para os protestos.

O Avança Brasil, um dos movimentos que devem participar dos atos do domingo, falou que enquanto não houver uma nova orientação do governo, o protesto está mantido. A entidade, porém, compartilhou um vídeo nesta quinta incentivando as pessoas a participarem dos protestos.

Já os movimentos de esquerda, que organizam protestos para o dia 18, também avaliam se poderão realizar as manifestações marcadas para este dia.