Organizador de orgias gays na Bélgica garante que políticos de nove países as frequentam

·1 minuto de leitura
Dawid Manzheley era organizador da festa (Foto: Reprodução)
Dawid Manzheley era organizador da festa (Foto: Reprodução)

Um organizador de orgias gays na Bélgica garantiu que políticos de nove países são presenças frequentes nos eventos. Dawid Manzheley costuma receber homens para as festas sexuais em seu apartamento em Bruxelas.

O depoimento aconteceu dias depois de o eurodeputado húngaro József Szájer, de extrema direita, ser flagrado fugindo por uma calha de uma orgia gay na capital belga. A festa era organizada justamente por Dawid. E como resultado, Szájer deixou o partido governista Fidesz.

Segundo o organizador, no entanto, o caso de Szájer não é isolado. Ele garante que outros oito integrantes do Fidesz já frequentaram suas orgias. E mais: políticos de nove países já teriam participado das festas.

Leia também

"Temos também políticos de Ucrânia, França, Alemanha, Holanda, Luxemburgo, Suíça e Espanha. No entanto, os participantes mais frequentes são poloneses e húngaros", comentou em entrevista ao jornal polonês Onet.

Dawid organiza orgias para até 100 pessoas e garantiu ter reduzido o número de participantes por causa da pandemia de Covid-19. Ele afirmou, ainda, que seus eventos são do tipo “sem camisinha”.