As opções de fastfood vegetariano e vegano são mesmo mais saudáveis?

Só porque algo é vegetariano não o torna saudável [Foto: Getty]
Só porque algo é vegetariano não o torna saudável [Foto: Getty]

O McDonalds finalmente introduziu uma opção vegetariana em sua linha Lanche Feliz, a primeira, em 63 anos de história da empresa.

Sim, as crianças vegetarianas agora podem comer uma tortilha de pesto vermelho guarnecido com ketchup e alface picada. Boa!

O goujon (tira de peixe) é feito de uma mistura de ervilhas amarelas, tomate, arroz arbóreo e pesto de tomate seco, todos cobertos com pão ralado.

Na verdade, a nova adição ao menu é quase inteiramente vegana – todos os seus ingredientes são veganos e sem laticínios, mas a tortilha passa pela mesma torradeira que os hambúrgueres que contêm leite.

E o McDonalds não é a única cadeia de fastfood que expande suas opções para os clientes que não comem carne. O Greggs lançou oficialmente um rolo de salsicha vegano, feito com massa sem manteiga e um recheio de quorn (substituto da carne) “sob medida”.

Embora seja, sem dúvida, uma ótima notícia para quem não come carne, é importante entender que o fato do fastfood ser vegetariano ou vegano não significa necessariamente que seja uma opção mais saudável.

É evidente que as dietas à base de vegetais têm sido associadas a muitos benefícios para a saúde, incluindo um risco reduzido de obesidade, doenças cardíacas e diabetes tipo 2.

Por isso, é compreensível presumir que a comida vegetariana e vegana pode ser mais benéfica sob o ponto de vista nutricional, e possuir menos calorias do que suas alternativas com carne, mas a verdade é que, embora esse possa ser o caso, em muitos exemplos não é um princípio universalmente aplicável.

“Embora, em geral, uma dieta vegetariana possa ser saudável e pobre em gordura saturada e mais rica em fibras, isso não significa que toda a comida vegetariana seja saudável”, explica Helen Drake, nutricionista da Cytoplan.

“A questão do fastfood vegetariano é que ele pode ser rico em grãos refinados e, portanto, com muito mais carboidrato, e isso tem implicação na regulação do açúcar no sangue, que é um fator de ganho de peso e resistência à insulina”, ela continuou.

Nutricionista, Ro Huntriss, o especialista por trás do Plano V, um plano de dieta e estilo de vida vegetariano e vegano diz que, embora as pessoas muitas vezes achem que as opções vegetarianas contenham menos calorias, na verdade elas podem conter as mesmas quantidades (ou até mais calorias) que as refeições à base de carne.

O número de calorias que uma opção vegetariana ou vegana de fastfood pode conter, muitas vezes, é explicado pela forma como é preparada (por exemplo, frito em vez de grelhado) e os ingredientes que foram acrescentados.

Por exemplo, fastfood vegetariano que foi frito, coberto com queijo ou molhos cremosos e aqueles que vêm com arroz ou pão, podem não ser as opções mais saudáveis.

“Os produtos vegetarianos podem ter menos gordura saturada, mas muitas vezes os níveis de sal são semelhantes e, dependendo do que for adicionado ao produto vegetariano, as calorias podem ser as mesmas, se não superiores, aos dos alimentos que contêm carne”, explica Ro Huntriss.

O fato é que só porque uma comida é vegetariana ou vegana não significa que seja automaticamente uma melhor escolha nutricional.

Como, por exemplo, a humilde batata frita, que é vegetariana, mas não necessariamente a opção mais saudável para o seu prato.

“Lembre-se também que biscoitos, sorvetes e bebidas açucaradas são vegetarianas, mas isso não significa que sejam saudáveis”, acrescenta Ro.

Nem todos os fastfoods vegetarianos são feitos da mesma forma [Foto: Getty]
Nem todos os fastfoods vegetarianos são feitos da mesma forma [Foto: Getty]

Então, como as novas adições de fastfood são nutricionalmente?

O novo rolo de salsicha vegana do Greggs contém 19g de gordura, 9g das quais são saturadas e contém 311,08cal por rolo.

Sua famosa versão de carne, por outro lado, contém 22g de gordura, das quais 13g são saturadas e contém 329cal, sendo apenas ligeiramente mais calórico.

Quando se trata do McDonalds, a nova refeição vegana contém apenas 209cal, 4,8g de gordura, das quais apenas 1g é saturado.

Da mesma forma, os quatro nuggets de frango para os comedores de carne contêm 173cal, 8,9g de gordura, das quais 1,2g são saturadas.

Surpreendentemente, o Big Mac do McDonald’s tem menos calorias e menos sódio do que as duas opções de hambúrguer vegetariano da empresa, então, definitivamente, vale a pena fazer sua pesquisa, se você estiver escolhendo opções vegetarianas para fins de contagem de calorias.

“Muitos estabelecimentos de fastfood, como o McDonalds, fornecem suas informações nutricionais on-line, confira, você pode se surpreender com o que vai encontrar”, diz Ro.

Quando se trata de escolher opções saudáveis ​​de fastfood vegano, o nutricionista Rick Hay recomenda procurar aquelas que contêm muitos vegetais.

“Eu gosto das refeições veganas ou vegetarianas que são mais naturais – aquelas que usam o grão-de-bico, feijão e lentilha ou tofu como base”, diz ele.

“Fastfood vegano ajuda o processo digestivo, uma vez que tende a ser mais expressivo em fibras e isso também pode ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue. Além disso, a comida vegetariana, muitas vezes, fornece mais densidade e variedade de nutrientes à dieta, o que é ótimo para a função imunológica e para a saúde cardiovascular”, acrescenta.

Os especialistas também aconselham que sejam evitadas as opções vegetarianas/veganas carregadas de molhos cremosos ou amanteigados, o que realmente faz sentido para uma boa saúde, seja você um comedor de carne ou não.

É claro que, como Ro aponta, as pessoas nem sempre fazem suas escolhas alimentares por motivos de saúde.

“Também devemos lembrar que as pessoas escolhem opções vegetarianas por outras razões além da saúde, como por razões éticas e ambientais, então um hambúrguer vegetariano sempre ganharia de um hambúrguer de carne, ao considerarmos as coisas nesta perspectiva”.

Marie Claire Dorking

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos