SOS felicidade: 11 dicas para elevar os hormônios de bem-estar

Marcela Rodrigues
·3 minuto de leitura
Xô desânimo: dicas para dar um up na sensação de bem-estar
Xô desânimo: dicas para dar um up na sensação de bem-estar

Quem não passou por um momento de letargia, desânimo, melancolia ou falta de esperança durante este ano não...viveu! Concorda?! Brincadeiras à parte, emoções negativas e positivas se revezam porque a vida é cíclica e, nós, temos nossa energia e sentimento alterados o tempo todo. Um desafio que pode ficar mais leve quando colocamos os hormônios da felicidade como alvos das nossas práticas de autocuidado. Aliás, você sabe quais são eles?

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Endorfina, ocitocina, dopamina e serotonina formam o quarteto da felicidade! No livro "Hábitos de um cérebro feliz", a pesquisadora Loretta Breuning explica que quando o nosso cérebro emite uma dessas químicas, nos sentimos bem".

Em baixa, podem ser responsáveis por aquela tristezinha, preguicinha...Abaixo, compartilho atitudes e hábitos que estão longe de substituir remédios e terapias mas, no dia a dia, são como auto-presentes que dão um boost nos hormônios da felicidade e elevam a vibração.

SEROTONINA: SOL, MASSAGENS, EXERCÍCIOS...

Woman relaxing in sunlight, listening to music, indoor.
Woman relaxing in sunlight, listening to music, indoor.

Recordar bons momentos ativa serotonina e, logo, a sensação de felicidade. Por isso é recomendado manter boas memórias por perto. Vale até aderir a um diário da gratidão: escrevendo, em um ritmo definido por você, lembranças que o façam acessar boas emoções, listas de coisas pelos quais é grato...

Segundo especialistas, tomar sol, receber massagens e fazer exercícios aeróbicos também estimulam. E um dos meus favoritos: aprender algo novo, um beneficia ao nosso corpo e mente na mesma proporção.

DOPAMINA: PEQUENAS RECOMPENSAS

Cumprir pequenas metas: fonte de dopamina!
Cumprir pequenas metas: fonte de dopamina!

A dopamina é um composto cerebral importante na construção da confiança, pois é produzida pelo nosso organismo quando vivemos situações que trazem a sensação de recompensa. Sabe quando você se permite pequenas indulgências? Um chocolatinho, uma bolsa nova, uma viagem de aniversário ou até mesmo dá check em toda a lista de tarefas do dia...

Aliás, por isso mesmo, vale se presentar com recompensas, aderir a práticas que gerem motivação, como exercícios e até mesmo aprender algo novo. Mas precisam ser práticas motivacionais saudáveis para que, junto, não gere ansiedade. Pense em um instrumento, um novo exercício, se desafiar em um passo de dança ou ásana de hatha yoga...

OXITOCINA: ENCONTROS, DAR ABRAÇOS E PRESENTES...

Oxitocina: encontros com quem amamos!
Oxitocina: encontros com quem amamos!

Os especialistas explicam que a oxitocina, tão conhecido como o hormônio do amor (sobretudo por ser produzido durante o parto) tem uma ligação com pertencimento. Dar abraços, presentear e estar com pessoas queridas são fontes riquíssimas desta substância. As interações sociais estão limitadas neste momento, mas o ambiente virtual, se bem aproveitado, também ajuda!

Endorfina: mexa-se, apenas mexa-se!

Front view of old woman doing sport.
Front view of old woman doing sport.

A endorfina Endorfina é um neuro-hormônio capaz de estimular sensações de prazer e bem-estar no corpo humano e é um elixir para ajudar em casos de estresse e tristeza. A boa notícia é que dá para estimular a endorfina de forma natural. A mais simples é por meio de exercício físico (lembre-se agora daquela sensação pós-treino maravilhosa!). Então, não importa qual seja sua atividade favorita, apenas mexa-se com frequência!