OMS pode decretar emergência global, que foi acionada apenas 5 vezes na História

(AP Photo/Gemunu Amarasinghe)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fará reunião na quinta (30) para decidir se deve declarar emergência sanitária global por conta do novo coronavírus. A decisão ocorreu após reunião entre a direção da OMS e Xi Jinping, presidente da China, epicentro do surto.

A evolução do surto é de grande preocupação e levou países a agir. A convocação [da reunião] ocorreu por evidências de aumento de casos e transmissão entre humanos fora da China”, afirma Mike Ryan, diretor-executivo da OMS.

Leia também

Desde 2005, a OMS se baseia no Regulamento Sanitário Internacional para entender se aciona ou não a medida. Caso a decisão da reunião da quinta seja positiva, essa será a sexta vez que a entidade faz o acionamento. 

A OMS afirma que é declarada emergência de saúde pública de interesse internacional a situação de um evento com implicações para a saúde pública que ocorra de maneira inesperada e extrapole as fronteiras do país que fora afetado primeiro.

Essas foram as seis situações nas quais a OMS tomou a medida:

1 - O primeiro anúncio é de 2009 e teve como motivação a pandemia do vírus H1N1, conhecido como gripe suína. À época, o Brasil chegou a atingir a posição de País com maior número de mortes, totalizando 557 mortes em agosto daquele ano.

2 - Maio de 2014 foi a data do segundo anúncio que, deste vez, foi motivado pelo vírus causador da poliomielite. Os países mais afetados pela doença foram Afeganistão, Camarões, Etiópia e Israel, o que levou a OMS a encaixar o surto como emergência pública de interesse internacional.

3 - Novamente em 2014, mas desta vez em agosto, a OMS acionou a medida por conta do surto de ebola no oeste da África. À época, a Organização afirmou que o surto foi “a emergência de saúde mais severa e aguda vista nos tempos modernos”.

4 - O Brasil foi o centro das atenções em 2016, na quarta vez que a emergência global foi adotada. Por conta do crescendo número de casos de microcefalia associada ao zika vírus, houve recomendação da entidade em investimento em pesquisas que ajudassem a entender as motivações do surto.

5 - O último aviso de emergência global emitido foi em 2019, mais uma vez por conta do ebola. Desta vez, um surto em andamento na República Democrática do Congo desde 2018 já tinha matado 1.676 pessoas.