Óleo no cabelo? Conheça cinco tipos que valem por um tratamento

Marcela Rodrigues
·2 minuto de leitura

O universo da beleza natural tem muitas possibilidades. Algumas, de tão fáceis, a gente até desconfia. Mas a simplicidade da natureza é mesmo muito eficaz. É o caso da oleação capilar, que nutre e trata nossos cabelos com apenas um ingrediente e sem sair de casa: o óleo vegetal.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Oleação capilar: como fazer

A técnica da oleação capilar trata-se de aplicar óleo vegetal em toda a extensão dos fios até as pontas -e depois lavar normalmente. É possível fazer uma vez ao mês ou quando sentir necessidade de uma nutrição mais intensa.

É importante evitar as versões cheias de fragrâncias artificiais, conservantes e outros ingredientes sintéticos. É que os óleos vegetais são gorduras extraídas das plantas e suas sementes. Por isso eles tem uma concentração tão alta de antioxidantes e vitaminas. Para usar sem riscos de alergias e dermatites, e aproveitar todas as propriedades cosméticas em casa, o ideal ser um óleo 100% vegetal e natural.

Leia também

Oleação capilar: escolha o seu tipo de óleo

E assim como cada tipo de pele se dá melhor com alguns óleos, no caso dos cabelos a lógica é a mesma. Então confira cinco ótimos óleos vegetais para aplicar direto no cabelo:

hand holding medical oil
hand holding medical oil

1.Jojoba: como ele tem uma boa absorção na haste e no folículo capilar, atua de dentro para fora. Ideal para: todos os tipos de cabelo, sendo especialmente indicado para os que tem o couro cabeludo ressecado, com caspa e os fios mais finos. É ótimo para conferir brilho extra!

2.Coco: um dos mais versáteis, contém grandes quantidades de ácidos graxos que permitem que penetre profundamente nos cabelos sem evaporar. Ainda é rico em vitaminas e minerais essenciais para a boa saúde do cabelo. O extra-virgem é a melhor versão para este uso. Ideal para: cabelos opacos, ressecados e sem brilho. Pode ser aplicado direto no couro cabeludo mais oleoso.

O óleo de coco não é o único que pode ser aplicado nos fios
O óleo de coco não é o único que pode ser aplicado nos fios

3.Argan: rico em ácidos graxos, antioxidantes e vitamina E, o óleo de argan é chamado até de “ouro líquido” devido à sua cor dourada. Ideal para: cabelos secos, quebradiços e crespos ou ásperos. A vantagem é que ele é bem menos gorduroso que os demais, como o azeite e o coco. Inclusive, você pode usá-lo como finalizador. Neste caso aplique algumas gotinhas na palma das mãos e esfregue apenas no comprimento do fio.

4.Azeite: Sim, ele mesmo, o ultra versátil azeite! De preferência orgânico e extravirgem. Rico em antioxidantes, ele nutre o fio ressecado, protege a queratina e sela o fio. Ideal para: cabelos danificados, secos e crespos.

5.Semente de uva: ricos em vitaminas e antioxidantes, ele é um óleo de boa absorção e pode ser até mesmo usado junto a outro mais pesado, como o azeite. Basta misturar duas partes iguais. Ideal para: cabelos mais finos e quebradiços.