• Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Odete Roitman e Leôncio: relembre os vilões de Gilberto Braga

Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Resumo da notícia

  • Gilberto Braga morreu aos 75 anos

  • O dramaturgo ficou famoso por seu talento para escrever vilões inesquecíveis

  • Odete Roitman e Leôncio Almeida se tornaram clássicos da dramaturgia brasileira

Morreu na noite desta terça-feira (26), aos 75 anos, o reverenciado autor de novelas Gilberto Braga. Ele escreveu clássicos como “Vale Tudo”, “Dancin’ Days”, “Celebridade”, “Anos Dourados” e a última novela foi “Babilônia”, todas na Globo.

Formado em letras pela PUC-RJ, ele começou a carreira como crítico de teatro e cinema do jornal “O Globo”. Estreou o primeiro trabalho na Globo em 1972, com uma adaptação de “A Dama das Camélias”, de Alexandre Dumas, para um “Caso Especial”. Em sua longa carreira na TV, o autor criou alguns dos vilões mais célebres da dramaturgia brasileira, repletos de planos maquiavélicos, ausência de escrúpulos e requintes de crueldade.

Leia também:

A vilã mais famosa da carreira do autor foi Odete Roitman, de 'Vale Tudo', interpretada por Beatriz Segall. Odete era uma clássica brasileira rica com complexo de superioridade, reverência pela cultura europeia e caráter manipulador. A vilã se divertia ao enganar qualquer pessoa em seu caminho, e sua morte misteriosa transformou "Vale Tudo" em um clássico da TV brasileira.

Leôncio Almeida, vilão do clássico literário "Escrava Isaura", ganhou toques de crueldade com o roteiro de Gilberto Braga. O senhor de escravos se apaixonou por Isaura, que tinha uma carta de alforria mas acabou aprisionada pelo vilão. Outro sucesso do autor foi 'Dancin Days', que contou com Joana Fomm no papel da socialite Yolanda. O nível de vilania da personagem era tanto que a atriz contou que recebia ameaças na rua quando saia pelo Rio de Janeiro.

Em novelas mais recentes, Laura, interpretada por Cláudia Abreu, foi a vilã de 'Celebridade', de 2003. Inicialmente mocinho, Laura ficou transtornada ao tentar reconquistar o patrimônio que deveria ser de sua mãe mas acabou nas mãos de Clara (Malu Mader). Já em 'Paraíso Tropical', de 2007, Olavo, interpretado por Wagner Moura, simbolizava o clássico estereótipo do empresário inescrupuloso que passa por cima de tudo em busca de dinheiro e poder. O ponto fraco de Olavo era seu amor pela prostituta Bebel, papel que tornou Camila Pitanga famosa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos