"O rótulo de filho de Galvão Bueno me dá uma grande pressão", diz Luca Bueno

Lucas Pasin
·2 minuto de leitura
Galvão Bueno ao lado do filho, Luca Bueno
Galvão Bueno ao lado do filho, Luca Bueno

Ser familiar de uma figura da mídia pode gerar alguns ‘rótulos’. Como é o caso de Luca Bueno, de 19 anos, filho caçula de Galvão Bueno, que tem seus passos acompanhados pela mídia por conta do parentesco com o famoso narrador. O jovem, que estuda cinema e que pretende no futuro fazer um filme sobre a vida do pai, contou ao Yahoo sobre a ‘pressão’ de estar nos holofotes ‘por tabela’.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Estou há 19 anos lidando com esse rótulo de ‘filho de Galvão Bueno’. Não vejo nada de negativo nisso, tenho muito orgulho de quem meu pai é, da minha família, do esporte brasileiro”, diz ele, que, no entanto, ressalta: “Tem apenas uma coisa que consigo ver como positiva e negativa ao mesmo tempo, a pressão. O rótulo de filho de Galvão me dá uma grande pressão de querer fazer sempre o melhor trabalho possível. Acabo me cobrando muito por conta disso. Não ligo pro assédio, brincadeiras, nada disso, apenas a pressão. Meu pai e meus irmãos são um sucesso.”

Leia também

Luca se mudou para os Estados Unidos em 2016, onde terminou a escola e hoje faz faculdade de cinema em Orlando. O jovem conta que nunca deu muito trabalho para os pais e que já trocou muitas noitadas por 'fazer cinema'.

"Não faço o tipo nerd ou cult. Nem sei mais o que isso quer dizer nesse mundo diferente de hoje, mas quando estudava no Brasil, minha diversão era fazer 'filmes' com meus amigos. Trocava festas e saídas pelo cinema. Digo sempre que essa foi minha grande escola. Agora estou na faculdade e a coisa fica mais séria”, destaca.

Ver essa foto no Instagram

2010. Viagem, Sono e meu pai me copiando 🧐😂@galvaobueno #tbt

Uma publicação compartilhada por Luca Bueno (@lucabuenomovies) em

Experiência na música e críticas:

Antes de se dedicar totalmente ao cinema, Luca já se arriscou na música e chegou a ter uma experiência gravando uma canção no estilo reggaeton. Ele explica que tudo não passou de uma ‘brincadeira’: “Foi algo bobinho que eu fiz. Resolvi testar, gravar minha experiência e mostrar para as pessoas. Nunca foi algo sério”.

Ele chegou a receber críticas na época, justamente pela tal ‘fama de tabela’ por ser filho de Galvão.

Luca mostra maturidade no assunto: “Haters sempre vão existir, né? Se você quer falar que o Luca Bueno é horrível em música, tudo bem. Nunca quis ser cantor, meu foco é cinema. Pra você ser feliz no que está fazendo é também preciso não escutar muito os outros. Meu foco é cinema, como eu disse, e é isso que me importa.”