O que você precisa saber para começar a terça-feira

Foto: Office of the Iranian Supreme Leader via AP

Semana começa agitada com Estados Unidos negando intenção de retirar tropas do Iraque, enquanto milhares vão às ruas no Irã para o funeral de general morto pelos norte-americanos. Bolsonaro segue atacando a imprensa e admite não ir ao Fórum Econômico de Davos. Além disso, incêndios continuam castigando a Austrália.

Confira o que você precisa saber para começar a terça-feira (07):

Tensão no Oriente Médio

Os Estados Unidos não têm planos de retirar as tropas americanas do Iraque, segundo o secretário de Defesa americano, Mark Esper. Ele negou as informações divulgadas horas antes que davam conta de que, em uma carta, os EUA tinham avisado ao segundo homem no comando militar iraquiano que iriam "reorganizar" as forças da coalizão para fazer uma retirada "segura e eficaz" do Iraque. Enquanto isso, centenas de milhares de iranianos foram às ruas de Teerã para o funeral do general Qasem Suleimani, morto por um ataque dos EUA na semana passada.

Bolsonaro pode não ir ao Fórum de Davos

O presidente Jair Bolsonaro admitiu que pode deixar de comparecer ao Fórum Econômico Mundial de Davos, entre os dias 21 e 24 deste mês, na Suíça, por "questão de segurança". Segundo ele, órgãos de segurança e inteligência do governo acompanham a situação no mundo. A viagem estava confirmada e passou a ser reavaliada após a escalada da tensão entre Estados Unidos e Irã.

Bolsonaro segue atacando a imprensa

Em mais um ataque à imprensa, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que os jornalistas brasileiros são uma "raça em extinção" e acusou o jornal Folha de S.Paulo de escrever mentira. Ele disse que cada vez menos pessoas confiam na imprensa e que a leitura diária de jornais envenena e desinforma. 

Ouro em alta

O ouro, um valor de refúgio em períodos de incerteza política e financeira, atingiu seu preço mais alto desde abril de 2013, em um contexto de tensões no Oriente Médio. Na sexta-feira, o preço já havia disparado 1,5% após o assassinato no Iraque do general iraniano Qassem Soleimani e nesta segunda-feira continuou a subir até atingir US$ 1.588,13 a onça.

Incêndios castigam Austrália

Os incêndios na Austrália já tiraram a vida de ao menos 23 pessoas, mataram metade dos coalas da ilha Kangaroo e outros animais, destruíram mais de mil estruturas, forçaram dezenas de milhares de pessoas a deixar suas casas, sufocaram as cidades com fumaça e tornaram a famosa Sydney Opera Casa quase invisível no porto da cidade. Mesmo a milhares de quilômetros de distância, é possível oferecer apoio e ajuda financeira às organizações que estão envolvidas no combate ao fogo.

Crise política no Flamengo

Paulo Pelaipe não teve o contrato renovado pelo Flamengo. O gerente de futebol foi pego de surpresa com a decisão da diretoria, após participar da gestão vitoriosa em 2019. Pelaipe tinha a confiança de Marcos Braz, vice-presidente de futebol. No entanto, sua saída foi determinada pela briga política entre Braz e o vice-presidente de Relações Exteriores, Luiz Alberto Baptista, o Bap. Pelaipe fazia o “meio-campo” entre vestiário e direção.